Topo

Música

Debilitado por Parkinson, guitarrista do Judas Priest não fará mais turnês

EFE/Andrzej Grygiel
Guitarrista Glenn Tipton (d) ao lado do vocalista Rob Halford (c) em show do Judas Priest na Polônia Imagem: EFE/Andrzej Grygiel

Do UOL, em São Paulo

12/02/2018 09h22

O Judas Priest é um dos pilares do heavy metal e a dupla de guitarristas Glenn Tipton e K.K. Downing ajudou a moldar o som do estilo nas décadas de 1970 e 1980. A banda já havia perdido Downing em 2011, por decisão pessoal, e agora é Tipton quem vai desfalcar o Judas Priest. Em um comunicado, os ingleses informaram que ele tem mal de Parkinson, e que não poderá mais participar das turnês.

Na nota divulgada pela banda, Tipton explica que ainda faz parte do Judas Priest, mas em outro papel, já que não consegue mais tocar todas as músicas e fazer longas viagens para os shows. O grupo está prestes a lançar “Firepower”, seu primeiro disco em quatro anos, que vem empolgando os fãs com seus singles, mais pesados e rápidos do que a banda vinha executando.

“Dez anos atrás, Glenn (Tipton) foi diagnosticado com estágio inicial do mal de Parkinson. Desde então, ele tem vivido sua vida de sempre como um dos grandes guitarristas do mundo, mantendo seu padrão de qualidade e de performance”, diz o comunicado. “Neste momento, Glenn consegue tocar algumas das músicas do Priest que são menos desafiadoras, devido à progressão do Parkinson, então ele quer informar a todos que não poderá mais fazer turnês.”

“Verdadeiro ao espírito de ‘o show tem de continuar’, Glenn pediu a Andy Sneap que hasteie a bandeira por ele”, adiciona a nota.

Andy Sneap é mais famoso por seu trabalho como produtor, inclusive no novo disco da banda, mas também é guitarrista e assumirá o papel de Tipton nos shows do Judas.

“Quero que todos saibam o quão vital é o Judas Priest fazer sua próxima turnê e que eu não estou saindo da banda - é apenas que meu papel mudou. Não descarto a chance de ir ao palco quando quiser detonar umas canções do Priest. Então, em algum lugar de um futuro não muito distante, espero ver vocês de novo”, disse Glenn Tipton.

A nota ainda traz uma declaração assinada pelos outros integrantes da banda, o vocalista Rob Halford, o guitarrista Richie Faulkner, o baixista Ian Hill e o baterista Scott Travis.

“Tivemos o privilégio de testemunhar a determinação de Glenn e seu comprometimento por todos esses anos. Ele é um verdadeiro herói do metal! Não estamos surpresos em sua insistência de que sigamos com a turnê de ‘Firepower’ e agradecemos a Andy por se juntar a nós. Para Glenn, o que dizemos é que não vemos a hora de ele se juntar a nós em qualquer momento e lugar que ele queira na estrada. Amamos você!”.

Glenn está com 70 anos e participou de todos os discos do Judas Priest. Os riffs e os duetos de guitarra com K. K. Downing, combinados ao vocal de Rob Halford, viraram referência no heavy metal, mantendo o nome da banda relevante até os dias de hoje.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!