Topo

Oscar


Frances McDormand conquista o Oscar de melhor atriz

Ao receber o Oscar, Frances McDormand pede para que as mulheres que foram indicadas em 2018 se levantem - REUTERS/Lucas Jackson
Ao receber o Oscar, Frances McDormand pede para que as mulheres que foram indicadas em 2018 se levantem Imagem: REUTERS/Lucas Jackson

Do UOL, em São Paulo

05/03/2018 01h33

Favorita na categoria de melhor atriz, Frances  McDormand levantou a estatueta do Oscar por “Três Anúncios para um Crime”. Anteriormente, a norte-americana já tinha vencido o prêmio de melhor atriz por “Fargo: Uma Comédia de Erros”, na cerimônia de 1997. A estatueta de melhor ator foi para Gary Oldman, que faturou o prêmio pela primeira vez na carreira, pela sua performance como Winston Churchill em “O Destino de Uma Nação”.

Na produção dirigida e roteirizada por Martin McDonagh, a protagonista vive Mildred, uma mãe que coloca três outdoors convocando a polícia a desvendar o assassinato de sua filha adolescente.

"Estou hiperventilando um pouco, porque tenho algumas coisas para fazer", disse a atriz antes de pedir para que todas as mulheres que foram indicadas na cerimônia se levantassem.

Em um ano que o espaço e o tratamento dado para as mulheres em Hollywood foram amplamente debatidos, Frances McDormand fez o discurso mais impactante da noite. 

"Olhem em volta, senhoras e senhores, porque todas nós temos histórias para contar e projetos que precisam ser financiados. Não falem conosco sobre isso nas festas de hoje à noite. Nos convidem para ir aos seus escritórios em alguns dias, ou vocês podem vir aos nossos escritórios. Eu tenho três palavras para deixar com vocês essa noite: cláusula de inclusão". Ela se referia à possibilidade que os atores têm de incluir em seus contratos uma cláusula exigindo que o elenco e a equipe de um filme tenham um mínimo de diversidade.