Topo

Geek

4 motivos para acreditar que a saída de Joss Whedon de Batgirl foi uma boa

Reprodução
Filme da Batgirl está sem diretor Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

24/02/2018 04h00

Na quinta-feira o diretor Joss Whedon anunciou que não vai mais roteirizar e dirigir "Batgirl", projeto da Warner e da DC para levar às telonas a heroína de Gotham City. Apesar de ser o criador de "Buffy - A Caça Vampiros" e o diretor dos mega sucessos "Vingadores" e "Vingadores: Era de Ultron", a saída de Whedon do projeto pode ter sido boa para a DC. Veja os motivos:

Mulher na direção

Desde que Whedon assumiu o projeto de "Batgirl", em março do ano passado, a Warner e a DC são pressionadas a colocar uma mulher na direção do filme. E a pressão ficou ainda maior após o sucesso de "Mulher-Maravilha", dirigido por Patty Jenkins.

Lançado em junho, o filme arrecadou mais de US$ 821 milhões e garantiu uma sequência, que deve chegar aos cinemas em 2019, novamente com a diretora no comando. Segundo o site "Tracking Board", a Warner já está procurando uma mulher para comandar a adaptação de "Batgirl".

Roteiro de Mulher-Maravilha

Whedon escreveu em 2006 um roteiro de "Mulher-Maravilha" que nunca foi filmado. No ano passado, alguns sites publicaram trechos do roteiro, que mostra uma heroína extremamente objetificada.

A primeira descrição da Mulher-Maravilha no filme idealizado por Whedon afirma que "dizer que ela é bonita é quase perder o ponto. Ela é elementar, tão natural quanto a selvagem flora luminosa que a cerca. O seu cabelo escuro cai em cascata sobre os ombros em cachos suaves. O seu corpo é curvilíneo, mas tenso como um arco". Em outra passagem, Whedon indica que a Mulher-Maravilha "se dobra em uma dança sensual, etérea e perversamente sexy".

Além disso, a relação de Steve Trevor com a heroína beira o abusivo. Em um momento do roteiro, o soldado grita com a amazona: "Você não é uma heroína, Diana. Você é uma maldita turista". Em outro, Trevor se declara para a Mulher-Maravilha de uma maneira bem machista: "Eu odeio o fato de estar bem atraído por você. Apenas tocá-la é uma experiência esmagadora e eu continuo esperando que você se vire para que eu possa ver mais o seu corpo nu". 

Em essência, a personagem não lembra a heroína lacradora do filme de Jenkkins, que enfrentou os homens em uma cena épica de batalha na Primeira Guerra.

Viúva Negra

Divulgação
Joss Whedon orienta a atriz Scarlett Johansson no set de "Vingadores" Imagem: Divulgação
A experiência de Whedon com uma história de heroína também não causou uma boa impressão.

O diretor foi criticado em "Vingadores: Era de Ultron" por associar a incapacidade da Viúva Negra (Scarlett Johansson) em engravidar ao fato dela se considerar "um monstro".

Liga da Justiça

Convocado para finalizar "Liga da Justiça" após a saída de Zack Snyder, Whedon entregou um filme que não foi bem aceito por crítica e público. A reunião dos maiores heróis da DC arrecadou "apenas" US$ 657 milhões ao redor do mundo e recebeu avaliações baixas em sites especializados em reunir críticas de cinema como o Rotten Tomatoes e o Metacritic (40% e 45, respectivamente).

Alguns fãs mais revoltados chegaram a criar petições e a fazer protestos para que a Warner e a DC liberem a versão do Zack Snyder do filme.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!