PUBLICIDADE
Topo

Exposição no Rio exibe imagens premiadas do fotojornalismo internacional

A fotografia que ganhou o prêmio World Press Photo de 2016, do australiano Warren Richardson. - Warren Richardson/World Press/EFE
A fotografia que ganhou o prêmio World Press Photo de 2016, do australiano Warren Richardson. Imagem: Warren Richardson/World Press/EFE

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/05/2016 15h00

Começa nesta terça (17) a exposição da 59ª edição do World Press Photo, um dos concursos internacionais de fotojornalismo mais premiados do mundo. Em cartaz na Caixa Cultural Rio, a mostra traz mais de 160 fotografias e pode ser visitada até 19 de junho. A entrada é gratuita.

Com registros fotográfico do último ano, a mostra traz imagens impactantes sobre temas variados, como política, esportes, cultura, economia e meio ambiente. A fotografia vencedora, a World Press Photo do Ano, foi a imagem "Esperança por uma nova vida", do australiano Warren Richardson. A imagem mostra um momento angustiante na fronteira húngaro-sérvia, no instante em que um homem passa o seu bebê através do arame farpado.

Richardson ficou acampado com os refugiados por cinco dias, quando um grupo de cerca de duzentas pessoas apareceu para tentar atravessar a fronteira. Com a iluminação natural apenas da lua, o fotógrafo não utilizou flash para evitar atrair a polícia que estava por perto.

O Brasil também está representado nesta edição, pelos olhos do fotógrafo Mauricio Lima, premiado em duas categorias, o primeiro lugar em Notícias Gerais, e o segundo lugar na categoria Vida Cotidiana. Sua imagem vencedora retrata um adolescente de 16 anos, militante do Estado Islâmico, ferido na guerra da Síria, feita para uma reportagem do New York Times.

Foram mais de cinco mil fotógrafos inscritos este ano, de 128 nacionalidades diferentes. Os prêmios foram distribuídos em oito categorias, para 41 fotógrafos de países como Brasil, China, França, Irã, Espanha, Turquia, México, Rússia, entre outros.

Serviço
59ª edição do World Press Photo
Quando:
de 17 de maio a 19 de junho de 2016. De terça a domingo, de 10h às 21h.
Onde: Caixa Cultural Rio - Av. Almirante Barroso, 25 - Centro.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: www.caixacultural.com.br

Confira outras duas exposições gratuitas de fotografia em cartaz no Rio:

Fotografia de Thomaz Farkas - Thomaz Farkas/Instituto Moreira Salles - Thomaz Farkas/Instituto Moreira Salles
Fotografia de Thomaz Farkas
Imagem: Thomaz Farkas/Instituto Moreira Salles
Modernidades Fotográficas, 1940 - 1964
Em cartaz no Instituto Moreira Salles (IMS) do Rio , a mostra exibe fotografias emblemáticas do acervo da instituição, com obras de Thomaz Farkas, Marcel Gautherot, José Medeiros e Hans Gunter Flieg. São mais de 160 fotografias de quatro dos grandes fotógrafos que registraram um período crucial para a formação da fotografia moderna no Brasil. A exposição se iniciou em 2013, no Museum für Fotografie, em Berlim, e depois seguiu para a Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, para a Fondation Calouste Gulbenkian, em Paris, e por fim, foi exibida no fim do ano passado no Círculo de Belas-Artes de Madri. As obras documentais presentes na mostra revelam paisagens intocadas na Amazônia, temas ligados a religiões africanas, imagens de fábricas e usinas, festas populares, futebol e carnaval, edifícios modernistas em São Paulo e no Rio de Janeiro, além, claro, da construção de Brasília.
Quando: de 20 de março de 2016 a 26 de fevereiro de 2017. De terça a domingo, das 11h às 20h.
Onde: Instituto Moreira Salles Rio - Rua Marquês de São Vicente, 476 - Gávea.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: (21) 3284-7400 e www.ims.com.br

Pierre Verger
A Galeria Marcelo Guarnieri apresenta a exposição individual do fotógrafo franco-brasileiro Pierre Verger (1902-1996). Para a mostra do Rio, a galeria apresenta um recorte dividido em 3 blocos. Um deles é dedicado apenas aos registros com foco em apetrechos musicais clicados em países da América Latina e África. O outro conjunto apresenta uma série de imagens selecionadas pelos editores da Revue Noire e pelo próprio fotógrafo. E o último bloco da exposição apresenta um grupo de fotografias ampliadas em diferentes períodos de sua trajetória, a partir da década de 1930, entre elas uma vista panorâmica de Pequim, cenas urbanas de Nova York, Mali, Peru, Bolívia, Brasil e França, e imagens de rituais no Benim.
Quando: até 11 de junho de 2016. De segunda a sexta de 10h às 19h, e sábado de 10h às 16h.
Onde: Galeria Marcelo Guarnieri - Rua Teixeira de Melo, 31 - Ipanema.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: http://galeriamarceloguarnieri.com.br/