Entretenimento

"Mudança de Hábito" reforça importância da música para história bem contada

Vanessa Barros

Do UOL, em São Paulo

06/03/2015 17h21

"Mudança de Hábito" entra em cartaz nesta sexta-feira (6) em São Paulo depois de uma bateria de pré-estreias e de uma festejada sessão para convidados. Versão teatral do longa-metragem de mesmo nome, o musical é coproduzido por Whoopi Goldberg, atriz que protagonizou os dois filmes da série em Hollywood. Quem assina a montagem nacional é o diretor da Broadway Jerry Zacks -- ganhador de quatro prêmios Tony -- que veio ao Brasil dias antes da estreia para deixar o espetáculo produzido pela T4F com 'padrão Broadway', porém devidamente adaptado para o público brasileiro.

Reinaldo Canato/UOL
Freiras do Convento Rainha dos Anjos recebem injeção de ânimo de cantora de boate no musical Imagem: Reinaldo Canato/UOL

No palco, o que se vê é um espetáculo vibrante e que atinge com competência um dos princípios do bom musical: contar a história por meio de texto e música. Pode parecer óbvio, mas não é. Com o mercado de teatro musical aquecido no Brasil, muitas produções de baixa qualidade artística chegam aos teatros -- e o que se vê nelas é um texto entrecortado por um punhado de músicas que muitas vezes não agregam à dramaturgia, enfraquecendo o enredo e tirando peso da história. Em "Mudança de Hábito", no entanto, o texto e as canções são efetivamente integradas e complementares, fazendo com que o fio condutor não se rompa em momento algum.

Além da direção de Jerry Zacks -- que será assumida pela coreógrafa Fernanda Chamma durante a temporada paulista -- a versão em português da obra faz toda a diferença para que a trama desça redonda para o espectador. Assinado por Bianca Tadini e Luciano Andrey, o texto é objetivo, coerente e cabe direitinho na boca dos atores, que não precisam rezar por um milagre para conseguir dar sentido a frases vazias ou rimas mirabolantes. O elenco também fica à vontade com as piadas de "Mudança de Hábito", que foram adaptadas para fazer sentido ao humor brasileiro, sem apelação.

O elenco é encabeçado por Karin Hils, de 36 anos, que ficou conhecida do público há mais de uma década ao vencer o reality show "Popstars" e formar o grupo vocal Rouge. Na pele da protagonista Deloris Van Cartier, ela lança mão de sua ampla extensão vocal para interpretar o que está na partitura. Karin valoriza sua atuação com notas graves e atinge agudos que ameaçam os vitrais de qualquer paróquia. Embora já tenha trabalhado na TV (recentemente atuou em "Sexo e as Negas") e em outros musicais (como "Hairspray" e "Hair"), será a temporada de "Mudança de Hábito" que dará a Karin a chance de se mostrar como atriz de comédia e também dramática -- uma novidade para quem a conhece apenas como "ex-Rouge".

Reinaldo Canato/UOL
Karin Hils (Deloris) e Adriana Quadros (Madre Superiora) em "Mudança de Hábito" Imagem: Reinaldo Canato/UOL

Em cena, destacam-se também atores como Adriana Quadros, que transita com rapidez entre as alterações de humor da Madre Superiora; Andrezza Massei, que diverte e gera empatia imediata como a deslumbrada Irmã Maria Patricia; e Ana Luiza Ferreira, que impressiona com sua voz potente ao interpretar a postulante Maria Roberta. Destaca-se também o bonito e funcional cenário do espetáculo, que guarda uma surpresa divertida para o final.

Com a história e os personagens já presentes na memória afetiva da plateia por conta dos filmes, "Mudança de Hábito" desperta com facilidade a identificação de quem assiste. Se você não se enxergar na pele de uma das freiras do Convento Rainha dos Anjos, certamente vai encontrar velhos conhecidos nas ruas ou nas boates da Filadélfia. E se você sair do teatro com vontade de encarar os holofotes, siga o exemplo do Monsenhor e do policial Eddie: é hora de dançar como Caim e Abel.

"Mudança de Hábito" está em cartaz no Teatro Renault (Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista. SP. Tel.: (11) 4003-5588), com sessões às quintas e sextas às 21h, aos sábados às 17h e às 21h e aos domingos às 16h e às 20h. Os ingressos vão de R$ 25 a R$ 260 e estão a venda na bilheteria do teatro pelo site www.ticketsforfun.com.br.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo