Livros e HQs

Chico Buarque apresenta personagem em novo vídeo do livro "O Irmão Alemão"

Do UOL, em São Paulo

11/11/2014 12h06

Mais um trecho de "O Irmão Alemão" foi divulgado nesta terça-feira (11). Novamente, o autor Chico Buarque é quem lê o capítulo em vídeo. Nesta prévia, Chico apresenta o personagem Thelonious. 

"O Irmão Alemão" será lançado pela editora Companhia das Letras nesta semana, no dia 14 de novembro. O livro já está em pré-venda e é o quinto romance do compositor, que completou 70 anos em junho.

Seu último livro, "Leite Derramado", foi lançado em 2009 e venceu o prêmio Jabuti de livro do ano. Chico Buarque estreou na literatura no Suplemento Literário do jornal "O Estado de S. Paulo" em 1966, com o conto "Ulisses", mais tarde incorporado ao songbook "A Banda".

Reprodução
Capa de "O Irmão Alemão", romance de Chico Buarque Imagem: Reprodução
"Fazenda Modelo" é o primeiro livro, de 1979. "Estorvo" (1991), "Benjamin" (1995) e "Budapeste" (2003) também estão na sua produção literária, esses dois últimos transformados em filmes, Monique Gardenberg e Walter Carvalho, respectivamente. 

No primeiro trecho de "O Irmão Alemão" é apresentado o personagem Ciccio, que relembra sua infância ao contar o desejo de seu pai de escrever "o melhor libro del mondo". O narrador fala sobre a obsessão do pai pelo livros, que o levou a ter a segunda maior biblioteca de São Paulo. Já adulto, Ciccio é acusado pela mãe de ter, quando garoto, sabotado o pai, mas ele conta como foi o incidente no trecho abaixo.

A editora faz suspense em relação ao tema do livro, mas a passagem tem muito da vida de Chico, cujo pai, o sociólogo Sérgio Buarque de Holanda, era conhecido pelo amor pelos livros. E, assim como aponta o título do livro, Chico também teve um irmão alemão, que ele nunca conheceu.

Sérgio Buarque de Hollanda se relacionou com a alemã Anne Margerithe Ernst durante o período em que morou na Alemanha, em 1929 e 1930. De volta ao Brasil, Sérgio só teve notícias do filho, também batizado como Sérgio, quando a mãe da criança escreveu ao pai pedindo provas de que ele não tinha sangue judeu, para proteger a criança. Chico e os irmão tentaram encontrar Sérgio, mas nunca conseguiram.

A passagem de Sérgio Buarque pela Alemanha contribuiu para que o historiador concluísse "Raízes do Brasil", lançado em 1936, ano em que se casou com Maria Amélia. "Escrevi dois capítulos na Alemanha, quando lá morei", declarou Sérgio Buarque à imprensa brasileira em 1976. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

AFP
Página Cinco
EFE
AFP
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Página Cinco
AFP
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
BBC
Página Cinco
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
do UOL
Da Redação
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
do UOL
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
UOL Jogos
do UOL
AFP
BBC
BBC
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Da Redação
AFP
Página Cinco
do UOL
Topo