Entretenimento

Filha de ator do Tangos e Tragédias se sentiu péssima ao ver suposto plágio

Reprodução
Público apontou similaridades entre os espetáculos "Let's Duet" e "Tangos & Tragédias" Imagem: Reprodução

Thays Almendra

Do UOL, em São Paulo

12/09/2014 18h03

Enquanto fãs acusam o espetáculo paulista "Let's Duet - Homenagem a Malitchewsky" de plagiar o musical gaúcho "Tangos e Tragédias", a escritora e atriz Clara Averbuck, filha do ator Hique Gomez --um dos protagonistas da peça cômica criada em 1984, em Porto Alegre-- foi ao Teatro Tuca, em São Paulo, assistir à peça recém-estreada.

Procurada pelo UOL, Clara contou que se "sentiu péssima" com as semelhanças "em absolutamente tudo" entre um dos personagens (sem nome) de "Let's Duet" com Kraunus, de "Tangos e Tragédias", interpretado por seu pai. Ela ainda não sabe se a família entrará com medidas legais contra a peça de São Paulo --até agora, a escritora é a pessoa mais próxima do "Tangos" que viu o espetáculo.

Reprodução/Facebook
A atriz e escritora Clara Averbuck, filha de Hique Gomez Imagem: Reprodução/Facebook

"Literalmente cresci vendo Tangos & Tragédias, não é algo que vi uma ou duas vezes e achei que lembrava remotamente. Quando vi o show, não conseguia acreditar. Era tudo parecido demais, os trejeitos, as reações, as hesitações, as dancinhas, tudo. Me senti vendo outro ator interpretando o Kraunus. Só que não era o Kraunus. Foi estranhíssimo", contou.

O espetáculo gaúcho, que ficou quase 30 anos em cartaz, segue o maestro Pletskaya (interpretado por Nico Nicolaievsky, que morreu em fevereiro), sempre acompanhado de acordeon e piano, e o violinista Kraunus Sang (Hique) que fogem de um país fictício chamado Sbórnia. Em "Let's Duet", que está em cartaz desde o último dia 3 no Teatro Tuca, dois músicos aprendizes fazem tributo pela morte do maestro Dobromier Malitchewsky, com humor e drama.

Clara diz que a história em si não é semelhante, mas "o universo a qual pertencem é o mesmo". "A história toda do Maestro também não desceu bem para ninguém, considerando que faz sete meses que o Nico Nicolaievsky, nosso Maestro Pletzkaya, faleceu. Se fosse uma homenagem explícita todo mundo ia achar legal, mas não é e as desculpas soam todas esfarrapadas", disse a escritora, ressaltando que "não saiu apontando como plágio". No entanto, para ela, "a apropriação de ideias é uma das piores e mais desonestas coisas que alguém pode fazer".

Peça não fará alterações após manifestações

Para o diretor de produção de "Let's Duet", Joca Paciello, o grupo refuta a afirmação de plágio, já que "é uma coisa tecnicamente bastante distinta do que estão sendo acusados". "Como a própria Clara afirmou após assistir ao nosso espetáculo, são peças distintas. Nosso formato, dramaturgia, linguagem, elenco, são absolutamente diferentes. Todo ator tem influências. Nós descrevemos as nossas que incluem também o 'Tangos & Tragédias'. Sofrer influências, ter similaridades não é plágio", disse ele, que considera legítima as manifestações dos fãs de "Tangos" nas redes sociais. 

"Parece-nos que a maioria dessas pessoas que nos acusam comentaram em cima de uma foto e vídeo sem conhecer ou mesmo ter assistido ao espetáculo. Elas estão falando com o coração de quem se emocionou assistindo o 'T&T'. Para um artista, essa é uma realização fenomenal e temos a clara compreensão dessa atitude", disse Joca, que não pretende fazer alterações no espetáculo "Let's Duet" e afirma que "copiar um ícone como 'T&T' seria admitir a priori sua falência e derrota".

Em comunicado divulgado anteriormente nas redes sociais do "Let's Duet", a equipe defendia que o visual dos seus personagens é inspirado nas criações do cineasta Tim Burton. "As figuras similares as de Tangos & Tragédias aconteceram por coincidência, por tratarem de universos parecidos", dizia a nota. Ainda sem ter assistido ao espetáculo, Hique Gomez também identificou similaridades. "Certamente haverão (sic) muitas diferenças, mas por enquanto as semelhanças chamam mais atenção", escreveu Gomez em sua página no Facebook.

A equipe do "Let's Duet" afirmou que a equipe entrou em contato com Hique Gomez para explicar que as similaridades decorreram de uma característica do processo criativo, e o convidou para assistir à peça. "Envolvidos em nossa criação, erramos em não perceber o quanto ficamos parecidos com eles. Por isso pedimos desculpas a todos os fãs, admiradores e ao Tangos & Tragédias", diz o comunicado.

Veja trecho de "Tangos & Tragédias"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo