Topo

Livros e HQs

Com infecção pulmonar, escritor Rubem Alves tem piora na função renal

Divulgação
O escritor Rubem Alves Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

17/07/2014 13h07

Internado há sete dias para tratar de uma pneumonia, o escritor Rubem Alves teve uma piora progressiva da função renal causada pela infecção pulmonar. A informação foi confirmada pelo cardiologista do Hospital Centro Médico de Campinas, Roberto Munimis, em boletim médico divulgado nesta quinta-feira (17).

Considerado um dos maiores pensadores contemporâneos da educação no Brasil, Alves está internado desde o dia 10 de julho na UTI do Centro Médico de Campinas, devido a uma insuficiência respiratória causada por uma pneumonia. O escritor, psicanalista, teólogo e educador de 80 anos continua respirando com aparelhos, sob sedação, e alimenta-se por sonda.

"Acreditamos na força do amor, da beleza, das orações e boas vibrações", dizia uma mensagem publicada no perfil do Instituto Rubem Alves no Facebook. "Vamos emanar nossas melhores energias e pensamentos para ele".

Veja a íntegra do boletim médico desta quinta-feira:

"Segundo o intensivista e cardiologista do Hospital Centro Médico de Campinas, Roberto Munimis, o paciente Rubem Alves está estável em nível da infecção pulmonar, entretanto apresenta piora progressiva da função renal, causada pela própria infecção. Rubem Alves deu entrada no Centro Médico de Campinas no dia 10 de julho de 2014 e desde então está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por apresentar insuficiência respiratória devido a uma pneumonia".

Biografia

Nascido em 15 de setembro de 1933 na cidade mineira de Dores da Boa Esperança, e autor de uma bibliografia de mais de 120 títulos, Rubem Alves é conhecido por sua grande contribuição à educação e por seus livros infantis.

Quando jovem estudou no seminário Presbiteriano do Sul, um dos mais conhecidos da América Latina, e tornou-se pastor de uma comunidade no interior de Minas Gerais. Acusado de subversivo pelo governo militar por pregar melhores condições de vida através da religião, e ficou exilado até 1968 nos Estados Unidos.

Em 1969 ingressou na Faculdade de Filosofia de Rio Claro, onde lecionou até 1974, quando foi para  a Filosofia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde fez a maior parte da sua carreira acadêmica até se aposentar nos primórdios da década de 1990. Fez um curso para formação em psicanálise nos anos 1980 e manteve sua clínica até 2004.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!