PUBLICIDADE
Topo

Autor de "O Monge e o Executivo" dá dicas de sucesso e liderança na Bienal

Fabíola Ortiz

Do UOL, no Rio de Janeiro

07/09/2013 14h38

De olho no terceiro livro sobre liderança e dicas para uma vida de sucesso, o long-seller James Hunter afirma que ser um líder não é fácil e admite “não gostar muito” do sucesso e ser do tipo introvertido. “Sou introvertido. É difícil para mim fazer sessões de autógrafo e ser famoso. Não gosto muito de ser famoso, não faz parte da minha personalidade”, afirmou o autor de “O Monge e o Executivo” e “Como se Tornar um Líder Servidor”.

O americano já veio 23 vezes ao Brasil, mas esta foi a sua primeira experiência na Bienal do Livro no Rio de Janeiro. Hunter já vendeu quatro milhões de livros no mundo, dos quais três milhões só no Brasil tendo se tornado um fenômeno editorial por aqui. Seu livro figura na lista dos mais vendidos no país há 400 semanas em quase 10 anos.

“Liderança é uma escolha, faça a coisa certa mesmo que não sinta vontade. Se pergunte: vou ajudar a encorajar as pessoas? Vou ser respeitoso? Serei humilde ou arrogante? Irei perdoar e ser honesto? São centenas de escolhas que fazemos todos os dias”, disse Hunter a uma plateia de curiosos para ouvir seus conselhos.

A orientação que o americano deu aos brasileiros é simples: “tenha sempre o comprometimento com a melhor liderança, não queira mudar o mundo nem o seu chefe, mas seja o exemplo”.
A inspiração para escrever surgiu em 1997, quando sua filha tinha dois anos de idade e Hunter conta que, na ocasião, enfrentava uma crise da meia idade. Assim resolveu escrever pensamentos para que sua filha pudesse saber o que seu pai acreditava quando crescesse.

“Nunca pensei que fosse vender livros. Não me vejo como um autor e sim como um professor de liderança. Desde que passei a escrever livros, tenho levado este tema da liderança mais a sério e de forma mais responsável e comprometida. Tento sempre crescer e melhorar todos os dias e ser o tipo de pessoa que eu descrevo nos livros”.

Outra dica importante de sucesso que Hunter sempre dá aos executivos: “são as pessoas de sua equipe que fazem o sucesso virar realidade, se motivar e ajudar a sua equipe, ela vai ter sucesso”. Hunter já está em vias de terminar seu terceiro livro e pretende entregá-lo às editoras até o final do ano. “Pretendo acrescentar mais detalhes no próximo livro. Já estou com 75% pronto”.

O autor já anunciou o tema da próxima obra: como podemos fazer mudanças sustentáveis na vida? O que o líder pode fazer para construir uma cultura de comunidade que seja sustentável e que inspire outras pessoas a dar o seu melhor? “Não é fácil fazer mudanças, mas elas podem ser realizadas. E é sobre isso que vou falar no próximo livro. É possível construir um círculo de confiança entre o chefe e os funcionários”, comentou.