Topo

Entretenimento

Corpo do escritor Millôr Fernandes é cremado no Rio

Ricardo Moraes/Folhapress
O escritor, desenhista, dramaturgo, poeta e jornalista Millôr Fernandes morreu aos 87 anos em sua casa, no Rio de Janeiro Imagem: Ricardo Moraes/Folhapress

Do UOL, no Rio

29/03/2012 15h59

O corpo do escritor Millôr Fernandes foi cremado nesta quinta (29) em cerimônia íntima no Cemitério do Caju, zona portuária do Rio de Janeiro. Segundo informações do cemitério, a cerimônia teve início às 15h e durou cerca de 45 minutos. Millôr faleceu na última quarta (28) em decorrência de falência múltipla dos órgãos. Ele tinha 88 anos.

No velório amigos e familiares relembraram a importância de Millôr para a cultura brasileira. "Perder o Millôr é como perder Pelé, Garrincha e Nilton Santos", comparou o cineasta Walter Salles. Para o escritor Ruy Castro "todos os pensadores internacionais batidos no liquidificador não daria meio copo de Millôr".

Indagado sobre o destino das cinzas do corpo de Millôr, o filho do escritor, Ivan Fernandes, brincou: "Fiquei sabendo de uma técnica inglesa que transforma as cinzas em um diamante de 20 mil dólares. Vou investigar isso", disse.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento