Topo

Entretenimento


Ópera de NY mantém apresentações de Plácido Domingo e aguarda investigações

Tenor Plácido Domingo se apresenta em grande concerto no HSBC Arena, no Rio de Janeiro - Manuela Scarpa/Photo Rio News
Tenor Plácido Domingo se apresenta em grande concerto no HSBC Arena, no Rio de Janeiro Imagem: Manuela Scarpa/Photo Rio News

Da EFE em Washington

14/08/2019 11h23

A Ópera Metropolitana de Nova York manteve Plácido Domingo em seu programa para setembro, outubro e novembro, mas aguarda os resultados da investigação das acusações de assédio sexual que será feita pela Ópera de Los Angeles, da qual o tenor espanhol é diretor-geral desde 2003.

Oito cantoras e uma dançarina acusaram Plácido Domingo de assédio sexual quando trabalharam com ele na década de 80 e, como resultado, a Ópera de São Francisco, na Califórnia, e a Orquestra da Filadélfia, na Pensilvânia, cancelaram a participação do tenor em atuações programadas para as próximas semanas.

"Tomamos as acusações de assédio sexual e abuso de poder com seriedade extrema. Esperaremos os resultados da investigação da conduta de Plácido Domino como diretor da Ópera de Los Angeles antes de tomar decisões finais sobre o futuro de Domingo na Met", afirma a Ópera Metropolitana de Nova York em comunicado.

"Deve-se levar em conta que durante a sua carreira na Met como artista convidado, Domingo jamais esteve em posição de influenciar as decisões sobre elencos para ninguém mais que ele mesmo", acrescenta a nota.

No calendário da Met, Plácido Domingo tem programada uma atuação como cantor na produção de "Machbeth" em 25 de setembro, e no restante da temporada na apresentação de "Madama Butterfly".

Mais Entretenimento