Topo

Pop


Casa de leilões no Reino Unido venderá obras de arte do cantor George Michael

Charlie Riedel/AP
George Michael se apresentou na cerimônia de encerramento da Olimpíada de Londres em 2012 Imagem: Charlie Riedel/AP

De Londres (Reino Unido)

08/02/2019 16h01

A casa de leilões britânica Christie's leiloará em 14 de março em Londres (Reino Unido) mais de 200 obras da coleção de arte particular de George Michael por um valor estimado entre 400 libras (cerca de R$ 1.924) e 1,5 milhão de libras (R$ 7,21 milhões).

Os lucros da venda serão destinados ao trabalho filantrópico que o cantor e compositor, que morreu no Natal de 2016, desenvolveu em vida, indicaram fontes da casa de leilões em uma nota.

Michael Craig-Martin
Retrato de Michael criado por Michael Craig-Martin, que vai a leilão Imagem: Michael Craig-Martin

A "Coleção George Michael" representa um diálogo único entre o artista britânico e os seus contemporâneos nas artes visuais Damien Hirst, Tracey Emin, Sarah Lucas, Michael Craig-Martin e Marc Quinn, que desafiaram o status quo ao criar o movimento Young British Artists (YBA).

Como George Michael foi amigo de muitos deles, a coleção é um reflexo da sua paixão pela criatividade de vanguarda, assim como da sua vontade de apoiar jovens talentos emergentes no cenário artístico.

O presidente da Christie's, Jussi Pylkkänen, destacou que George Michael foi "um gênio criativo muito admirado na indústria da música" e afirmou que o leilão das suas obras "proporcionará uma visão fascinante dos gostos de um homem que foi admirado no mundo todo".

Já para a responsável da arte de pós-guerra e obras contemporâneas da companhia britânica, Cristian Albu, O leilão é "uma oportunidade única" para colecionadores, amantes da arte e especialistas, assim como para os fãs de George Michael no mundo todo.

Mais Pop