Entretenimento

Quadro de Picasso pode se tornar o mais caro já leiloado

Efe
Fotografía cedida pela casa de leilão Christie's de "Les Femmes d'Alger (Versión 'O')", de Pablo Picasso Imagem: Efe

De Nova York (EUA)

25/03/2015 14h36

"Les Femmes d'Alger (Versão 'O')", de Pablo Picasso, pode se tornar o quadro mais caro já leiloado se alcançar as estimativas da casa Christie's, que situam seu valor em US$ 140 milhões sem taxas.

A Christie's anunciou nesta quarta-feira que, além de seu catálogo clássico de arte moderna, contemporânea e de pós-guerra, fará uma noite especial intitulada "Looking forward to the past" que terá esta peça do pintor espanhol como carro-chefe.

A expectativa é que a obra de Picasso ultrapasse "Três estudos de Lucien Freud", o tríptico de Francis Bacon que em 13 de novembro de 2013 alcançou US$ 127 milhões em uma sessão da Christie's.

"Les Femmes D'Alger (Versão 'O')" é considerado um dos quadros mais relevantes de Picasso da década de 50 e já foi vendido pela Christie's em 1997 na sessão dedicada à coleção de Victor e Sally Ganz.

O quadro pertence a uma série de pinturas nas quais, entre 1954 e 1955, o autor do "Guernica" revisou alguns quadros de Eugene Delacroix, principalmente sobre seu quadro "Les Femmes d'Alger".

O ápice dessa série foi a "versão O", que combina elementos de diferentes movimentos artísticos, como o cubismo, o fauvismo e o neo-impressionismo.

Esta sessão especial da Christie's também oferecerá peças de Claude Monet, Piet Mondrian, Egon Schiele, Marcel Duchamp, René Magritte, Jean Dubuffet, Mark Rothko, Alexander Calder e Martin Kippenberger.

A chamada "bolha da arte" voltou com força a partir de 2013, batendo vários recordes. O artista vivo mais cotado foi Jeff Koons, que em 2014 fez a Christie's bater em uma de suas sessões de outono o valor recorde de US$ 852,9 milhões em uma só noite.

"Para as casas de leilões está claro que muitos dos novos colecionadores do mundo, que buscam comprar obras-primas, estavam esperando um Picasso icônico no mercado. E não há nada mais icônico que 'Les femmes d'Alger'", explicou a presidente da Christie's, Jussi Pylkkanen.

Efetivamente, nos últimos anos as grandes fortunas de países emergentes, sobretudo no Oriente Médio, se propuseram a criar coleções privadas de alto nível, o que fez disparar o preço dos quadros, tanto em leilões como em vendas privadas.

Em 6 de fevereiro, o "New York Times" afirmou que a pintura "Nafea Faa Ipoipo (Quando se casará?)", da fase tahitiana de Paul Gauguin, tinha se transformado no quadro mais caro já vendido, após ser adquirido por um comprador do Catar por US$ 300 milhões.

A pintura de Gauguin tirou o pódio de "Os jogadores de cartas", de Paul Cézanne, que alcançou US$ 250 milhões em 2012 e que foi comprado pela Casa Real do Catar.

O tríptico de Francis Bacon também foi para paredes no Catar, já que sua compradora foi Mayasa bin Hamad Al-Thani, a irmã do emir do país.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo