Topo

Entretenimento


O que se sabe sobre a acusação contra Kevin Spacey de ataque sexual a jovem

Kevin Spacey reapareceu em vídeo postado nas redes sociais - Reprodução
Kevin Spacey reapareceu em vídeo postado nas redes sociais Imagem: Reprodução

25/12/2018 11h57

Ator, agora denunciado formalmente, publicou um vídeo em que, na pele de seu personagem em 'House of Cards', disse que não pagaria o 'preço pelo que não fez'.

No mesmo dia em que foi noticiado que o ator americano Kevin Spacey será formalmente acusado por uma suposta agressão sexual contra um adolescente, o ex-protagonista de "House of Cards" publicou um vídeo peculiar.

No vídeo publicado nesta segunda, 24 de dezembro, o ator falava como se fosse o personagem que interpretava na trama do Netflix, Frank Underwood, e parecia referir-se às acusações contra ele.

Vestindo um avental natalino e cortando um alimento em uma cozinha, disse frases como: "Se eu não paguei o preço por coisas que nós dois sabemos que eu fiz, eu certamente não pagarei o preço pelo que eu não fiz", "Você não acreditaria no pior sem evidências, certo?" e "Eles vão dizer que estou sendo desrespeitoso, que não estou respeitando as regras. Como se eu já tivesse respeitado alguma regra antes. Nunca respeitei. E você amava isso".

O clipe de três minutos, intitulado "Let Me Be Frank" (em tradução literal, "deixe-me ser franco", que também pode ser encarado como um trocadilho, já que Frank é também o nome de seu personagem em House of Cards), foi sua primeira aparição pública desde a primeira acusação de abuso sexual feita contra ele em novembro de 2017.

Após esta primeira acusação e outras que se seguiram a ela no contexto do movimento #MeToo ("eu também", em que principalmente mulheres relatavam casos de assédio que teriam sofrido), Spacey foi afastado de "House of Cards". Frank, seu personagem, morreu na série.

O que se sabe sobre a acusação

A suposta vítima é filho de uma jornalista americana e âncora de televisão, Heather Unruh. O caso teria acontecido em julho de 2016 no Estado de Massachusetts. Ela acusou Spacey de comprar bebidas alcoólicas para seu filho quando ele tinha 18 anos - a idade mínima para beber no Massachusetts é 21 - e de tocar sua genitália.

Ela falou publicamente sobre o caso em 2017.

Kevin Spacey interpretou Frank Underwood durante 5 temporadas em "House of Cards" antes de seu personagem ser morto na série por causa das acusações contra o ator - Divulgação/Netflix
Kevin Spacey interpretou Frank Underwood durante 5 temporadas em "House of Cards" antes de seu personagem ser morto na série por causa das acusações contra o ator
Imagem: Divulgação/Netflix

"Em julho de 2016, o ator Kevin Spacey abusou sexualmente do meu filho. Aconteceu à noite em um bar. Meu filho tinha 18 anos. Ele disse para Spacey que tinha idade legal para beber. Ainda que ele tivesse mais de 21 anos, Kevin Spacey não tinha direito de atacá-lo sexualmente. Spacey pagou 'drinque após drinque' para meu filho. Quando meu filho estava bêbado, Spacey colocou a mão dentro da calça do meu filho e segurou sua genitália. Não houve consentimento. Foi um ato criminoso. Meu filho tentou se mover, Spacey continuou. Depois, foi ao banheiro e meu filho correu o mais rápido que pode até a casa da avó dele."

A jornalista disse ainda que uma mulher teria se aproximado de seu filho quando Spacey foi ao banheiro e perguntado se estava tudo bem com ele - ela teria, de acordo com Unruh, notado que havia algo de esquisito. Então ela disse para o garoto correr. Unruh agradeceu à mulher e pediu para ela se apresentar à família.

Também afirmou que seu filho contou à família o que tinha acontecido, mas que não quis prestar queixas. Segundo Unruh, ela chegou a ligar para o gabinete do xerife do Condado de Nantucket, onde o caso teria acontecido, e relatado o caso.

"Quero dizer a Kevin Spacey: 'Você deveria ter vergonha pelo que fez com meu filho'."

Outros casos

Desde a primeira acusação contra Spacey, em outubro de 2017, diversos outros homens acusaram o ator de abuso sexual.

A primeira acusação foi feita pelo ator Anthony Rapp, de 47 anos, ainda naquela época. Segundo ele, Spacey teria deitado em cima dele, tentando seduzi-lo quando ele tinha 14 anos, em uma festa em 1986 no apartamento do ator, que teria na época mais ou menos 27 anos.

Na ocasião, Spacey divulgou uma nota dizendo não ter recordações sobre o evento, mas pediu desculpas por o que poder tido "um comportamento profundamente inapropriado".

Ele usou a publicação para "sair do armário", dizendo que teve relacionamentos tanto com homens quanto com mulheres e que havia escolhido viver como um homem gay. Essa atitude foi criticada à época, vista como oportunismo de sua parte.

"Ele não é absolvido (das eventuais acusações) porque é gay", disse Josh Rivers, editor da revista "Gay Times", à BBC.

O ex-genro do rei da Noruega afirmou que Spacey tocou nele embaixo da mesa em uma cerimônia do Nobel da Paz em 2007.

Outro homem declarou à BBC ter acordado com Spacey deitado em cima dele quando ele tinha 17 anos. A situação teria acontecido no apartamento de Spacey em Nova York nos anos 1980.

Em setembro, a Promotoria de Los Angeles informou que o ator não seria denunciado por uma acusação de abuso sexual que supostamente acontecera em 1992 por conta da data - a prescrição da denúncia de crimes do tipo é de 10 anos.

A polícia do Reino Unido também está investigando uma série de alegações relacionadas ao período em que Spacey foi diretor artístico de um teatro em Londres, o Old Vic. O teatro fez uma investigação própria, tendo recebido 20 testemunhos de comportamento inadequado de Spacey durante os 11 anos em que ele dirigiu o local.

O ator mexicano Roberto Cavazos disse que passou por situações "nojentas" com Spacey que se aproximavam da definição de assédio.

Em uma reportagem, a CNN ouviu pessoas que trabalharam na série "House of Cards", que em entrevistas disseram que o comportamento do ator criava um ambiente tóxico de trabalho. Um deles acusou o ator de abuso sexual.

Um porta-voz de Spacey disse que ele estava "tirando o tempo necessário para buscar tratamento".

As diversas acusações - há mais além das citadas acima - levaram Spacey a ser cortado de vários papéis: além de seu personagem na produção do Netflix, foi cortado do filme "Todo o Dinheiro do Mundo", que colocou outro ator para regravar as cenas já gravadas com Spacey.

Mais Entretenimento