Topo

Entretenimento

João Doria transferirá Virada Cultural para Interlagos: "Continua gratuita"

05/12/2016 20h03

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (5) que a Virada Cultural vai ser deslocada para um único local: o autódromo de Interlagos, que será privatizado. O evento, no entanto, continuará sendo gratuito.

Atualmente, a Virada Cultural ocorre simultaneamente em diversos pontos da região central da cidade de São Paulo, com atrações paralelas também na periferia.

Doria afirmou que a programação será mantida, num formato com shows durante 24 horas, mas sem os "pontos ruins" da Virada, citando a acumulação de pessoas próxima a áreas de residência.

"Vai ser em Interlagos com segurança, não incomodando a população", disse durante discurso em plenária da Fecomercio-SP. O formato será mantido durante os seus quatro anos de gestão, prometeu.

O prefeito eleito de São Paulo ainda afastou a possibilidade de críticas em relação à mudança.

"As pessoas podem manter o convívio naturalmente, não é preciso esperar a Virada para conviver com o centro da cidade, com os equipamentos culturais do centro", disse em entrevista coletiva após a plenária.

Nos bairros, Doria afirmou que vão ocorrer "pequenas Viradas", com programação reduzida, de 12 horas de shows.

Em sua última edição, realizada entre 20 e 22 de maio deste ano, a Virada Cultural custou mais de R$ 14 milhões aos cofres públicos. O evento foi marcado por diversos atos políticos e protestos contra o presidente Michel Temer.

A atual gestão do prefeito Fernando Haddad (PT), que fica na prefeitura até 31 de dezembro, não irá se manifestar sobre as mudanças propostas por João Doria.

A Virada Cultura foi criada em 2005, na gestão do então prefeito José Serra (PSDB), para oferecer gratuitamente atrações artísticas e culturais durante 24 horas de programação.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento