PUBLICIDADE
Topo

Morre o escritor e desenhista polonês-francês Slawomir Mrozek

Slawomir Mrozek escreveu "Tango", "O Elefante" e "Amor na Crimeia" - Grzegorz Jakubowski/AFP
Slawomir Mrozek escreveu "Tango", "O Elefante" e "Amor na Crimeia" Imagem: Grzegorz Jakubowski/AFP

Varsóvia

15/08/2013 11h46

O dramaturgo, escritor e desenhista polonês francês Slawomir Mrozek, que viveu vários anos no México, morreu nesta quinta-feira (15) em Nice, no sul da França, aos 83 anos, anunciaram em um comunicado suas editoras Noir sur Blanc e Wydawnictwo Literackie.

Nascido no dia 29 de junho de 1930 em Borzecin, perto de Cracóvia (sul), Slawomir Mrozek começou sua carreira nos jornais e teatros poloneses, utilizando o humor negro e o absurdo.

Em 1963, saiu da Polônia e decidiu se instalar na Itália e depois na França, onde publicou em 1968 uma carta de protesto contra a invasão das tropas do Pacto de Varsóvia na Tchecoslováquia.

Pediu então asilo político na França e, dez anos depois, obteve a cidadania francesa.

Escritor polivalente, de língua polonesa, foi traduzido para diversas línguas. Seus escritos são amplamente publicados em francês: treze volumes de suas obras completas foram publicados pela editora Noir sur Blanc, entre eles Baltazar, sua recente autobiografia, e Desenhos, uma antologia de seus desenhos na imprensa.

Entre suas obras mais conhecidas figuram "Tango", "O Elefante" e "Amor na Crimeia".

Em 1989, deixou a França para viver no México, antes de retornar à Polônia em 1996. Desde 2008 e até sua morte vivia em Nice, no sul da França.