Topo

Coluna

Chico Barney


"Não vê o programa?" Nizo constrange Gugu na polêmica final do Power Couple

Francisco Cepeda/AgNews
Imagem: Francisco Cepeda/AgNews
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

29/06/2018 09h50

Nizo Neto tem uma longa ficha de bons serviços prestados à televisão brasileira. Estamos falando de um cidadão que deu vida a alguns dos mais icônicos personagens do nosso bestiário: dublou o Presto de Caverna do Dragão, interpretou o Seu Ptolomeu na Escolinha do Professor Raimundo e, como nem tudo são flores, também esteve envolvido com o Messi versão robô, atração que deprimiu os telespectadores da Central da Copa em 2014.

Sem contrato com a Globo pela primeira vez depois de algumas décadas, partiu sem maiores receios com a esposa, a psicóloga Tatí Presser, rumo ao "Power Couple Brasil", divertido reality show de casais da Record. Embora não tenham o perfil de quem arrebata base de fãs engajados, certamente estiveram entre os destaques da temporada.

A final do programa reuniu, como é praxe nesse tipo de atração, os participantes eliminados no estúdio. Gugu Liberato, estreando na função de apresentador do formato, aproveitou para conversar com os preteridos pela audiência enquanto criava expectativa para revelar quem venceria a disputa, Aritana e Paulo ou Tati Minerato e Marcelo.

Depois de exibir um vídeo sobre como os confinados haviam apelidado seus colegas, Tatí Presser pediu a palavra - havia sentido falta de uma de suas alcunhas prediletas, “Bruxa do 71”, referência a vizinha do indestrutível Chaves. Gugu ficou surpreso: “isso aconteceu, foi?”

Nizo Neto não se fez de rogado. “Você não vê o programa, não, Gugu?”, perguntou, dando gostosas risadas. Só faltou acariciar as sobrancelhas, do jeito que fazia o aluno preferido do Professor Raimundo. Nunca tinha visto o irmão de Aparecida Liberato perder o rebolado, chegando a ficar vermelho de tanta vergonha. O mítico apresentador disfarçou e logo trocou de assunto.

Em abril, durante o lançamento do programa, Gugu revelou que viajaria para Orlando semanalmente, no intuito de encontrar com os filhos que moram lá. A produção garantiu que apenas os episódios de terça-feira seriam ao vivo, para que pudesse viajar na quinta e voltar no domingo. A versão mais recente é que esse combinado só passou a valer depois que a gincana entre casais completou seu primeiro mês no ar.

Se Gugu não assistiu ao programa, perdeu uma agradável temporada do Power Couple. É verdade que os episódios são longos demais e muitas vezes carecem de ritmo, mas o elenco era bom, as provas são sempre legais e o apresentador era muito melhor que nos outros anos. Só faltou impor um olhar mais pessoal, como nos acostumamos a ver com Pedro Bial e Tiago Leifert no BBB, por exemplo.

SOBRE A FINAL

A quem interessar possa, Tati Minerato e Marcelo Galático sagraram-se campeões pela votação popular. Aritana completou o terceiro reality show sem vitória, o que é um feito e tanto.

Como a Coluna Chico Barney havia adiantado, o público não teve o direito de votar em Munik e Anderson graças a uma regra que eliminou o casal por intermédio de uma prova. Foram os únicos defenestrados dessa maneira durante os 2 meses de exibição - todos os outros saíram por votação. Foi golpe? A história julgará.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.