PUBLICIDADE
Topo

Seu Jorge mostra sua pluralidade ao interpretar Tom Jobim em show tributo

Seu Jorge e Daniel Jobim estrearam a turnê mundial na noite de sábado (7) em Porto Alegre - Edu Defferrari
Seu Jorge e Daniel Jobim estrearam a turnê mundial na noite de sábado (7) em Porto Alegre Imagem: Edu Defferrari
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

Colunista do UOL

08/03/2020 18h23

Dois meses depois de um encontro casual em uma calçada no Rio de Janeiro, Seu Jorge e Daniel Jobim estrearam um show tributo a Tom Jobim, no ano em que o compositor completaria 93 anos.

A primeira apresentação aconteceu ontem (7), no teatro do Bourbon Country, em Porto Alegre, com um set list com 20 músicas do cantor e compositor carioca. A turnê terá sequência em junho, quando passará por Rio e São Paulo, e no mês seguinte, desembarca em Portugal para duas datas.

Com a impecável luz de Eric Bertti, o quarteto surgiu em um cenário intimista, todos vestidos de terno e gravata. Daniel Jobim ao piano usando um chapéu-panamá, marca registrada do avô, Sidão Santos no baixo, Adriano Trindade (bateria) e Seu Jorge com sua potente voz.

Mais cedo, em entrevista aos jornalistas, Seu Jorge adiantou que não teve que mexer no tom para interpretar as canções do maestro. E foi realmente o que se viu durante a apresentação: um cantor seguro cantando com naturalidade as canções de Tom Jobim.

Para ele, fazer esse show é uma maneira de apresentar a obra de um dos "arquitetos da música brasileira" às novas gerações que não tiveram oportunidade de vê-lo ao vivo. Momentos antes de subir ao palco, o artista disse à coluna que sua maior preocupação seria conter a emoção. "Sinto ele presente hoje comigo. Sei que vou ter que me segurar várias vezes para chorar", disse.

Sem esconder a ansiedade, o músico disse que só conseguiria digerir o que foi essa missão dias depois dos shows de estreia. Ainda assim, não teria tanto tempo.

Já a partir de amanhã (9), Seu Jorge dá uma pausa ao projeto para se dedicar ao personagem Edson da série "Irmandade". "Quero viver tudo agora porque vou ficar longe desse show. Para viver o Edson não dá pra ficar perto da música. Quero levar o máximo de gravações que conseguir para o set para não perder isso."

Seu Jorge interpreta canções de Tom Jobim em show com Daniel Jobim - Edu Defferrari
Seu Jorge interpreta canções de Tom Jobim em show com Daniel Jobim
Imagem: Edu Defferrari
O projeto

O show nasceu de um encontro de Seu Jorge e Daniel Jobim na saída do aniversário de Dedé Veloso, primeira mulher de Caetano Veloso. Enquanto um esperava o táxi e o outro desembarcava de outro, se deu o encontro.

Seu Jorge voltou pra São Paulo e ficou matutando sobre a parceria. Dias depois, intermediados por Paula Lavigne, o projeto teve sequência, alguns encontros e a "estreia mundial", como o músico de Belford Roxo gosta de dizer.

Música com Mano Brown

Nesta semana, Seu Jorge também aparecerá no novo videoclipe do trabalho solo de Mano Brown. "Brown é meu líder. Meu irmão, meu amigo e meu vizinho em São Paulo. Eu não vi ainda o clipe, mas ele disse que ficou muito bom".

A música tem produção de Max de Castro. "Essa é a pluralidade que a música brasileira nos proporciona. Hoje vou interpretar uma obra clássica e depois já estarei com um cara clássico do rap. É maravilhoso isso na música", finalizou.

Veja abaixo o set list:

Wave
A Correnteza
Luiza
Passarim
Só Danço Samba
Chega de Saudade
Samba do Avião
Retrato em Branco e Preto
Dindi
Bonita
Águas de Março
Desafinado
Anos Dourados
Eu Sei Que Vou Te Amar
Corcovado
A Felicidade
Só Tinha de Ser Com Você
Pra Machucar Meu Coração
Samba de Uma Nota Só
Garota de Ipanema

Serviço
Seu Jorge e Daniel Jobim interpretam Tom Jobim

Quando: 18 de junho, às 21h
Onde: Vivo Rio - Rio de Janeiro

Quando: junho/2020 - ainda sem data, às 22h
Onde: Unimed Hall - São Paulo

Quando: 3 de julho, às 22h
Onde: Jardins do Marquês - Oeiras - Portugal

Quando: 5 de julho, às 22h
Onde: Super Bock Arena - Porto - Portugal

Sidão Santos (baixo), Daniel Jobim (piano), Seu Jorge (voz) e Adriano Trindade (bateria) - Edu Defferrari
Sidão Santos (baixo), Daniel Jobim (piano), Seu Jorge (voz) e Adriano Trindade (bateria)
Imagem: Edu Defferrari

Adriana de Barros