Topo

Coluna

Adriana de Barros


Festival Lula Livre reúne Emicida, Otto, Criolo, Odair José e mais atrações

Nelson Antoine/UOL
Imagem: Nelson Antoine/UOL
Adriana de Barros

Adriana trabalha no UOL desde 2000, passou pelas rádios Mix FM, 97Rock e pela gravadora Sony Music.

30/05/2019 13h59

Após um ano da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a capital paulistana recebe o Festival Lula Livre no próximo domingo, dia 2 de junho, na Praça da República, região central.

O evento, com entrada gratuita, receberá a partir das 13h, nomes como Jorge Du Peixe, Lúcio Maia, Emicida, Rael, Criolo, Baiana System, Aíla, Dead Fish, Chico César, Filipe Catto, Mombojó, Odair José, Otto, Thaíde, Junu, Everson Pessoa, Unidos do Swing, Francisco El Hombre, Arnaldo Antunes, Slam das Minas, Bia Ferreira, Doralyce Soledad, Lirinha, Ilú Oba de Min, André Frateschi e banda, Márcia Castro, Zeca Baleiro, Isaar, Junio Barreto, Fernanda Takai, MC Poneis, Tulipa, Chico Chico e Duda Brack, Mistura Popular, Triz, Anelis Assumpção e Drik Barbosa.

Na página oficial do festival há uma vaquinha para o público que quiser contribuir com a estrutura do evento. E na página do Facebook, há uma descrição sobre os motivos para o evento, reproduzida abaixo:

Somos artistas, militantes, ativistas das mais variadas cores e lugares. Sabemos que Lula é um preso político e lutamos por sua liberdade. O Festival de Música é uma das formas da resistência e luta. Junte-se a nós colaborando com a vaquinha do Festival: www.lulalivrefestival.com.br

A prisão política de Lula simboliza a onda de retrocessos no país. Viramos o país onde o trabalho não tem mais regulação, o salário-mínimo virou lenda e a única liberdade que existe é o aumento da nossa exploração. Um país que desrespeita os vizinhos latinos e lambe as botas dos Estados Unidos; onde o presidente celebra a ditadura militar e incentiva a perseguição de professores enquanto escolas e universidades não recebem investimento digno; onde um pai de família é assassinado com 80 tiros pelo exército e as autoridades nada dizem; onde ninguém sabe até hoje quem mandou matar Marielle Franco!

Vamos juntas e juntos chamar a atenção do Brasil e do mundo para a situação política em que se vive atualmente no país e para a ilegalidade da prisão do ex-presidente.

Ouça abaixo os artistas que estarão no festival: