PUBLICIDADE
Topo

Novo disco da Pitty terá BaianaSystem, Larissa Luz e Pupillo; veja capa

Pitty lança "Matriz" no dia 26 de abril - Otávio Sousa
Pitty lança "Matriz" no dia 26 de abril Imagem: Otávio Sousa
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

16/04/2019 12h31

A cantora Pitty mostra hoje a capa de seu novo álbum "Matriz", que chega às principais plataformas de música no próximo dia 26 de abril. Posteriormente, ganhará as versões em CD, vinil e cassete.

A capa, que mostra a cantora de costas, sem camisa, tem fotografia de Otávio Sousa e design gráfico de Pedro Hansen.

Capa de "Matriz", novo álbum da Pitty - Divulgação
Capa de "Matriz", novo álbum da Pitty
Imagem: Divulgação
Lançado pela Deck, o disco foi gravado parte no Rio, no Estúdio Tambor, parte em São Paulo e parte em Salvador, onde Pitty nasceu e viveu até os 23 anos quando foi para o Rio gravar o primeiro disco.

Na busca por suas origens, como diz o nome do álbum, a cantora acabou trazendo algumas referências da Bahia, que inicialmente não estavam previstas. Participam do álbum os baianos: Lazzo Matumbi em "Noite Inteira" e "Sol Quadrado", Larissa Luz em "Sol Quadrado", Nancy Viegas em "Noite Inteira" e BaianaSystem em "Roda".

Entre as 13 faixas há duas releituras, de "Motor" (Teago Oliveira), da banda Maglore e "Para o Grande Amor", de Peu Souza. Todas foram produzidas por Rafael Ramos, com exceção de "Redimir", produzida pelo ex-Nação Zumbi Pupillo, que também tocou percussão, bateria e programação eletrônica.

Adriana de Barros