Topo

Coluna

Adriana de Barros

Francisco, El Hombre ressignifica a morte em primeira canção do novo álbum

Felipe Gabriel/UOL
A banda Francisco, El Hombre durante apresentação no último dia de Lollapalooza 2018 Imagem: Felipe Gabriel/UOL
Adriana de Barros

Adriana trabalha no UOL desde 2000, passou pelas rádios Mix FM, 97Rock e pela gravadora Sony Music.

02/11/2018 12h39

Não por acaso a banda Francisco, El Hombre escolheu o dia dos mortos para lançar o single "O Tempo É Sua Morada".

A música chega acompanhada por um videoclipe que aborda a morte e a importância da doação de órgãos. A banda conta, inclusive, com o respaldo da ABTO - Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos, para falar sobre o tema.


"De nada vale um coração desperdiçado debaixo da terra, que ele sirva à outra vida que está precisando”, diz a vocalista e percussionista Juliana Strassacapa.

"O Tempo É Sua Morada" é a primeira faixa do próximo álbum da banda, com previsão de lançamento para o início de 2019, pela Natura Musical.

A música também foi uma maneira que a banda encontrou para homenagear o produtor musical Carlos Eduardo Miranda (1962 – 2018), que estava acompanhando o processo do novo disco.

Leia abaixo a letra:

Trago no peito costuradas
Contas de memória fresca
Pão quentinho sobre a mesa
O cheiro sobe a escada
Acordo e não vejo nada
O tempo é sua morada

Trago na aba da minha saia
Costurada em zig-zag
Café preto e um cigarro
Seu canto e gargalhada
Ecoando pela casa
O tempo é sua morada

Se o vento te levou, o tempo é sua morada
Se o vento te levou, o tempo é sua morada

Não levo dor e nem tristeza
Ponho as cartas sobre a mesa
E a ferida cicatriza
Toda pena um dia passa
E o amor vira certeza
O tempo é sua morada

Se o vento te levou, o tempo é sua morada
Se o vento te levou, o tempo é sua morada

Não vou esquecer
Não vou esquecer
Vou te celebrar
Não vou esquecer
Vou te celebrar
Não vou esquecer
Vou te celebrar