PUBLICIDADE
Topo

Ex-Hanoi Hanoi, Ricardo Bacelar regrava última letra inédita de Belchior

Pianista e compositor Ricardo Bacelar  - Divulgação
Pianista e compositor Ricardo Bacelar Imagem: Divulgação
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

24/10/2018 18h00

Parceiros de longa data, Ricardo Bacelar e Belchior (1946-2017) trabalharam no final dos anos 90 naquele que seria o penúltimo álbum da carreira do artista morto em abril de 2017, Na ocasião, criaram juntos a música "Vício Elegante".

Essa foi a última letra inédita gravada por Belchior, que agora ganha uma nova versão na voz de Bacelar e dá nome ao seu novo álbum. A coluna teve acesso à gravação original que pode ser ouvida abaixo, com a participação do cantor e compositor de Sobral.

Ouça a versão com Belchior

UOL Entretenimento

Para o registro da nova versão, Bacelar convidou Delia Fischer para o arranjo de cordas e produção da música. Realizada no estúdio da Biscoito Fino, Delia reuniu uma orquestra com oito violinos, duas violas, dois violoncelos e um contrabaixo com o piano e voz de Ricardo. Felipe Abreu fez a preparação vocal.

O single está disponível nas plataformas digitais, e o vídeo, com direção de Nando Chagas, pode ser acessado no canal do artista no YouTube.

Veja abaixo a letra da música:

Vício Elegante
Belchior / Ricardo Bacelar

(Fortaleza/GPA)

Se uma estrela cai do céu
Vai para o Japão
E entra em meu quarto de hotel
Como a gueixa de plantão

Todo zen fumando espero
Essa deusa vem me ver
Mas sensual que um bolero
Em calma luxo e prazer

Versos perversos
das flores do mal
E nesse romance
fantasia oriental

Cenas obscenas não
Apenas de amor
Estou navegando
numa tela multicor

Ligo o rádio contra o tédio
Vicio elegante
E gozo em paz seu assedio
Numa onda de amante

O viver é de improviso
Faz a própria lei
Mas navegar é preciso
Vou mandar-te um lay lay lay

Tão pós-moderna
A eterna paixão
Nesse programa
Guia de navegação

Vi seu poema
em meu computador
Estou navegando
numa tela multicor

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL