PUBLICIDADE
Topo

Edu K retoma o DeFalla com nova formação: "O novo Mamonas Assassinas"

Vandinho Carvalho (bateria), Isa Nielsen (guitarra), Johnny Zanei (baixo),  Edu K (voz) e Chuck Hipolitho (guitarra) - Divulgação
Vandinho Carvalho (bateria), Isa Nielsen (guitarra), Johnny Zanei (baixo), Edu K (voz) e Chuck Hipolitho (guitarra)
Imagem: Divulgação
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

13/10/2018 17h44

A passagem de Edu K pela oitava edição do reality "A Fazenda", da TV Record, não passou em branco. O cantor não levou o prêmio, mas foi graças a essa experiência de confinamento, que ele passou a se interessar novamente pelo pop ao menos é o que diz. "O meu passaporte pro mundo pop foi uma coisa que peguei lá [A Fazenda]. Me interessei e trouxe um pouco dessa estrutura para a banda", conta o vocalista do DeFalla.

Com essa intenção, o cantor retoma as atividades da banda formada em 1985, no Rio Grande do Sul, que já passou por inúmeras formações.

Edu K promete um grupo "eletroacústico", com mix de funk, eletrônico e trap. "O DeFalla novo quer ser o novo Mamonas Assassinas", compara. Para o artista, essa é uma maneira de trazer o rock aos holofotes novamente. "Para reintroduzir o rock ao mercado é preciso passar pelo funk", explica.

8.out.2015 - O músico Edu K foi eliminado do reality "A Fazenda 8". Em roça disputada contra Mara Maravilha, 57,8% do público preferiu manter a ex-apresentadora no reality - Reprodução/Record - Reprodução/Record
Edu K foi eliminado do reality "A Fazenda 8" em roça disputada contra Mara Maravilha
Imagem: Reprodução/Record
A ideia surgiu depois que o DeFalla se apresentou com a formação clássica no Poa Rock no meio do ano. "Depois desse show em 1º de julho, os caras me disseram que não queriam mais tocar. Aí pedi para me passarem a banda", disse o vocalista, que contatou novos parceiros para acompanhá-lo.

Para voltar à ativa, Edu K convocou Chuck Hipolitho (guitarra/ex-Forgotten Boys e Vespas Mandarinas), Johnny Zanei (baixo), Isa Nielsen (guitarra) e Vandinho Carvalho (bateria).

A banda prepara uma nova versão de "Popozuda" (2000) com a participação de uma funkeira da nova geração, ainda em negociação.

Edu salienta sua admiração pelos artistas do funk como Anitta, Jojô, Ludmilla, Mc João, Mc Lan Lan, Mc Fióti, entre outros. Outro single que será lançado ainda este ano é "Faraó".

A banda está em estúdio preparando as demos. As novidades devem sair até o fim de 2018.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL