PUBLICIDADE
Topo

Pela primeira vez, Natura Musical mostra como é feita seleção de artistas

Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

25/09/2018 18h50

Um dos maiores programas de fomento à música brasileira, a Natura Musical prepara a lista dos 50 novos artistas que serão apoiados pelo programa em 2019.


Para escolher entre 2.617 inscritos, foi criada uma rede de 27 especialistas. O processo de seleção durou cerca de dois meses e teve como etapa final uma reunião em São Paulo, ao longo de três dias.

Com a ideia de tornar o projeto mais aberto e transparente, pela primeira vez, esse processo de seleção foi documentado no vídeo disponível acima, que a coluna mostra com exclusividade.

Participaram da curadoria Ana Morena (Do Sol), David McLaughlin (Brazil Calling), Debora Pill (jornalista), Diana Glusberg (Niceto Club - Argentina), Dilson Laguna (Flow Creative), Evandro Fióti (Lab Fantasma), Fabiana Batistela (SIM SP), Fabrício Nobre (Festival Bananada), Felipe Cordeiro (cantor), Gabriel Klein (Vice Brasil), Juli Baldi (Bananas Music), Katia Abreu (Dia da Música), Lauro Lisboa (jornalista), Larissa Luz (cantora), Luciana Simões (cantora e produtora do Festival BR135), Luciano Balen (Festival Música de Rua), Luciano Matos (jornalista e curador do Festival Radioca), Luedji Luna (cantora e compositora), Marcelo Damaso (jornalista e produtor do Festival SeRasgum), Marcus Preto (produtor), Marilia Feix (Lampeja Música), Michelle Hesketh (produtora), Patrick Torquato (radialista e DJ), Pena Schmidt (produtor musical), Rafael Chioccarello (Hits Perdidos), Veronica Pessoa (Rizoma) e Victor Patesh (Red Bull).
 
No próximo dia 4 de outubro, serão anunciados os contemplados pelo programa, que envolve a gravação de discos, turnês nacionais, formação e documentação de cenas locais.

A marca investirá R$ 4,5 milhões para as categorias “artistas e bandas” e “coletivos culturais”. A plataforma tem apoio da Lei Rouanet e das leis estaduais de incentivo à cultura (ICMS) do Rio Grande do Sul, Pará, Bahia, Minas Gerais e São Paulo. 

Banca avaliadora dos projetos inscritos no programa Natura Musical - Divulgação - Divulgação
Banca avaliadora dos projetos inscritos no programa Natura Musical
Imagem: Divulgação

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL