Topo

Coluna

Adriana de Barros

Em 1ª música da carreira solo, Lellêzinha proclama força da mulher negra

Ale de Souza
Vocalista do Dream Team do Passinho, Lellêzinha lança primeiro single da carreira solo Imagem: Ale de Souza
Adriana de Barros

Adriana trabalha no UOL desde 2000, passou pelas rádios Mix FM, 97Rock e pela gravadora Sony Music.

07/06/2018 14h04

Vocalista do Dream Team do Passinho, Lellêzinha, 20, não tinha planos de lançar "Nega Braba". A ideia partiu de Jeferson De, diretor do filme "Correndo Atrás", previsto para o segundo semestre, em que a atriz e cantora interpretará a personagem Greice Daiane.

"O desafio foi criar uma canção que falasse de mulheres negras, algo que só consegui realizar quando olhei para minha história e percebi que, ao pensar em mim, eu falava sobre todas as mulheres negras", explica à coluna.

A faixa, composta por ela junto de Rafael Mike e Pedro Breder, será lançada nesta sexta (8) e faz parte do projeto paralelo ao Dream Team do Passinho, grupo musical que integra desde 2013.


Inicialmente prevista apenas para o cinema, a música começou a ser ensaiada em shows. Com o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco, Lellêzinha foi convidada para participar de uma ato em repúdio ao crime, na Cinelândia, no Rio, no dia 20 de março de 2018, e lá apresentou "Nega Braba".

Adriana: O que é ser mulher negra no Brasil?
Lellêzinha: Ser uma mulher negra no Brasil é ser resistente e ter que ser uma mulher superpoderosa o tempo inteiro.

"Negra Braba" é uma maneira de protestar por tudo que tem acontecendo em nosso país em relação ao racismo, entre outras intolerâncias?
É um modo de dizer "não importa o quanto você não me aceite, vou ser f@#% do mesmo jeito."

Como você pretende conciliar seus compromissos com Dream Team e carreira solo?
Já tenho uma vida paralela ao grupo há um tempo. Faço publicidade, novela, TV, cinema e outras presenças fora do grupo. Tudo caminham junto.

O que te deixa muito "braba"?
Depende. Tem o "braba" do bom e o "braba" não tão bom. O que me deixa "braba" não tão bom é a falta de respeito. O "braba" do bom é a autoestima.

Abaixo a letra de "Nega Braba"
Bom dia preta
Vem pra luta
O ouro é meu
To indo buscar

Fechou a cerca, vai lá e pula, pula
A nega é braba tem que aturar

Minha pegada é firme
Não sigo calada
Firmona

Minha pegada é firme
Não sigo calada
Sou da pista não me joga pra calçada

Infinitos os problemas que vem e vão
Não vou ser parada por ninguém não
Pra preta de favela insistência é dom

A nega é braba e o mundo é meu
A batalha é parte do show
Dou o sangue e se eu cair levanto, se eu cair levanto e vou

A nega é braba e o mundo é meu
A batalha é parte do show
Eu dou o sangue e se eu cair levanto, se eu cair levanto e vou!

Nega braba, só as nega braba
Nega braba, só as nega as nega
Nega braba, só as nega braba
Eu sou da pista não me joga pra calçada