PUBLICIDADE
Topo

Skank anuncia gravação do álbum "Samba Poconé" ao vivo no Rio de Janeiro

Henrique Portugal, Lelo Zaneti, Samuel Rosa e Haroldo Ferretti gravam álbum ao vivo no Rio de Janeiro pela primeira vez - Weber Padua/Divulgação
Henrique Portugal, Lelo Zaneti, Samuel Rosa e Haroldo Ferretti gravam álbum ao vivo no Rio de Janeiro pela primeira vez Imagem: Weber Padua/Divulgação
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

27/06/2017 17h34

Com o fim da turnê do projeto Nivea Viva Jorge Ben Jor no último domingo (25), o Skank começa a preparar a gravação do show "Samba Poconé - 20 anos", que será no dia 25 de novembro.

No fim do ano passado, a banda excursionou em algumas cidades comemorando os 15 anos de lançamento do álbum produzido por Dudu Marote, que traz hits como "É Uma Partida de Futebol", "Tão Seu" e "Garota Nacional".

Além de executar o álbum na íntegra, o Skank também tocará temas do início da carreira.

A cidade escolhida desta vez é o Rio de Janeiro. Pela primeira vez, Samuel Rosa, Henrique Portugal, Lelo Zaneti e Haroldo Ferretti estarão na capital carioca para gravação de um disco ao vivo. O martelo foi batido na tarde desta terça (27) com o Circo Voador.

Ainda sem data de lançamento, o material será editado em CD, DVD e vinil duplo.

Inspirado nos filmes da Atlântida com Zé Trindade, Renata Fronzi e Grande Otelo e nos pequenos circos que percorrem o país, o título "O Samba Poconé" foi criado especialmente para batizar o terceiro álbum da carreira do quarteto.

O álbum teve a participação de Mano Chao e marcou a primeira parceria de Samuel Rosa com Nando Reis, em "É uma Partida de Futebol".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL