PUBLICIDADE
Topo

Irmão de Saulo, Seo Fernandes usa gospel para "apaziguar intolerância"

Pastor evangélico, Seo Fernandes retoma carreira musical com CD gospel - Divulgação
Pastor evangélico, Seo Fernandes retoma carreira musical com CD gospel Imagem: Divulgação
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

17/05/2017 16h47

A carreira musical de Seo Fernandes começou em 2001, quando entrou na banda Chica Fé no lugar do irmão Saulo Fernandes, que na época assumiu os vocais da Banda Eva. Ele não imaginava o quanto a vida mudaria após presenciar o assassinato de um fã na plateia de seu show.

Evangélico desde 2005, Seo avaliava constantemente o tipo de influência que passava às pessoas por meio da música. Ele chegou a faturar troféu de cantor revelação do Carnaval baiano, mas já não via muito sentindo na carreira depois do ocorrido. Dois anos depois, deixou o grupo para montar o Casa Di Mãe, que pouco durou. Foi aí que ele abandonou a carreira musical, passou a pregar e tornou-se pastor evangélico.



Para que pessoas entendessem melhor a mensagem, Seo usava composições de louvor para as pregações. "Era para fazer com que o pessoal assimilasse melhor os ensinamentos". Há dois anos, numa reunião de acampamento da Comunidade Revolução da Graça, em Salvador, fundada por ele, começou a conversar com os amigos Cara de Cobra (percussionista) e Hilton Mendes sobre as composições. A partir daí, a música voltou a falar alto. Dois dias depois, eles estavam em estúdio preparando o CD "Graça, Tambor e Cordas", que será lançado nesta sexta (19) pelo selo gospel da Sony Music.

Aos 36 anos, com visual rastafári e apaixonado por percussão, Seo tem a missão de levar adiante o projeto que considera "um apaziguador da intolerância religiosa". "É um pedido de perdão a toda pessoa que foi alvo de algum preconceito. Tenho o visual rastáfari e já senti esse preconceito. Sei que ele vem da falta de conhecimento", explica Fernandes, que se recusa a dividir a música entre secular e gospel —ou profana e santa.

Seo Fernandes, irmão de Saulo, lança CD gospel - Divulgação - Divulgação
Irmão de Saulo Fernandes quer fazer show nas ruas
Imagem: Divulgação
AOS QUE NÃO CREEM

E que tal levar a música por meio de trio elétrico gospel? É mais ou menos essa a ideia de Seo. Ele quer usar o pranchão, trio que transporta os músicos na caçamba, como um palco ambulante. "Uma música em movimento tem tudo a ver com nosso projeto. Quero falar com os descrentes", explica. A outra ideia é criar um espetáculo teatral envolvendo danças e interpretações. Tudo para facilitar a compreensão das mensagens.

Embora não tenha influenciado diretamente no trabalho, o caçula da família teve a aprovação do irmão famoso. "Ele reagiu de forma muito alegre porque viu que estou fazendo algo com o qual me identifico. A participação do Saulo sempre foi me motivar."

Além da carreira musical, o artista se divide entre o lançamento da série "O Substituto", que contém dez livros com ensinamentos evangélicos, e o trabalho como pastor. O primeiro "A Amargura de Cristo" sai entre o fim de maio e início junho. As reuniões, promovidas por Seo na Comunidade Revolução da Graça, acontecem no prédio da ABO (Associação Brasileiro de Odontologia), em Itaiguara, em Salvador. Os encontros são aos domingo, às 9h30, e dura, em média entre 1h e 1h30.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL