Topo

Coluna

Adriana de Barros

Criolo cai no samba: Veja com exclusividade capa do novo disco do cantor

Divulgação
Capa de "Espiral de Ilusão", novo álbum do Criolo dedicado ao samba, criada por Elifas Andreato Imagem: Divulgação
Adriana de Barros

Adriana trabalha no UOL desde 2000, passou pelas rádios Mix FM, 97Rock e pela gravadora Sony Music.

24/04/2017 04h00

O flerte do rapper Criolo com o samba é antigo. E na próxima sexta-feira (28) chega ao público seu novo trabalho, "Espiral de Ilusão", totalmente dedicado ao gênero, lançado pela Oloko Records. O cantor mostra com exclusividade aqui na coluna a capa do álbum, que ganhará versão em CD e vinil.

Criada pelo artista gráfico Elifas Andreato, um dos mais importantes capistas do Brasil, Criolo comemora a parceria com o designer: "Ele não só fez a capa, mas está abençoando a nossa jornada e esse disco, que é um recorte de tantos sentimentos".

Andreato conta que o rapper chamou o personagem de guardião, figura que acolhe e ao mesmo tempo demarca o sagrado território do samba. "Quando uma ilustração ganha nome e significado, ela pode servir à música, sempre maior do que qualquer desenho", diz.

Da geração do vinil, Elifas começou a produzir capas no início dos anos 1970 e soma mais de 350 produções, com destaque para álbuns como "Nervos de Aço", de Lupcínio Rodrigues regravado por Paulinho da Viola; "Ópera do Malandro", de Chico Buarque; "A Rosa do Povo", de Martinho da Vila, "O Sorriso Ao Pé da Escada", de Jessé; e "A Arca de Noé", de Vinícius de Moraes. 

No início do mês, Criolo divulgou o clipe do primeiro single, "Menino Mimado", cuja letra pede um olhar ao abismo social e critica a indisciplina dos governantes. 

"Menino Mimado"

Não, eu não aceito essa indisciplina
Acho que você não me entendeu
Meus meninos são o que você teceu
Em resistência ao mundo que Deus deu
E eu não aceito, não

Não, eu não aceito essa indisciplina
Acho que você não me entendeu
Meus meninos são o que você teceu
Em resistência ao mundo que Deus deu

Então pare de correr na esteira e vá correr na rua
Veja a beleza da vida no ventre da mulher
Pois quem não vive em verdade, meu bem, flutua
Nas ilusões da mente de um louco qualquer
E eu não aceito, não

Não, eu não aceito essa indisciplina
Acho que você não me entendeu
Meus meninos são o que você teceu
Em resistência ao mundo que Deus deu

Eu não quero viver assim, mastigar desilusão
Este abismo social requer atenção
Foco, força e fé, já falou meu irmão
Meninos mimados não podem reger a nação

Eu não quero viver assim, mastigar desilusão
Este abismo social requer atenção
Foco, força e fé, já falou meu irmão
Meninos mimados não podem reger a nação
Meninos mimados não podem reger a nação

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!