PUBLICIDADE
Topo

Criolo cai no samba: Veja com exclusividade capa do novo disco do cantor

Capa de "Espiral de Ilusão", novo álbum do Criolo dedicado ao samba, criada por Elifas Andreato - Divulgação
Capa de "Espiral de Ilusão", novo álbum do Criolo dedicado ao samba, criada por Elifas Andreato Imagem: Divulgação
Adriana de Barros

Colunista de Música do UOL, onde atuou 20 anos na área de Entretenimento, com coordenação de coberturas em grandes festivais e do Carnaval. É curadora do edital 2020 Natura Musical e integrou o Superjúri 2019 do Prêmio Multishow. Eleita uma das cinco melhores jornalistas musicais do Brasil pelo WME Awards by Music2. Apresentadora do podcast Fala Zé na rádio Energia 97 ao lado de Zé Antônio Constantino e Hélio Cosmo Leite.

24/04/2017 04h00

O flerte do rapper Criolo com o samba é antigo. E na próxima sexta-feira (28) chega ao público seu novo trabalho, "Espiral de Ilusão", totalmente dedicado ao gênero, lançado pela Oloko Records. O cantor mostra com exclusividade aqui na coluna a capa do álbum, que ganhará versão em CD e vinil.

Criada pelo artista gráfico Elifas Andreato, um dos mais importantes capistas do Brasil, Criolo comemora a parceria com o designer: "Ele não só fez a capa, mas está abençoando a nossa jornada e esse disco, que é um recorte de tantos sentimentos".

Andreato conta que o rapper chamou o personagem de guardião, figura que acolhe e ao mesmo tempo demarca o sagrado território do samba. "Quando uma ilustração ganha nome e significado, ela pode servir à música, sempre maior do que qualquer desenho", diz.

Da geração do vinil, Elifas começou a produzir capas no início dos anos 1970 e soma mais de 350 produções, com destaque para álbuns como "Nervos de Aço", de Lupcínio Rodrigues regravado por Paulinho da Viola; "Ópera do Malandro", de Chico Buarque; "A Rosa do Povo", de Martinho da Vila, "O Sorriso Ao Pé da Escada", de Jessé; e "A Arca de Noé", de Vinícius de Moraes. 

No início do mês, Criolo divulgou o clipe do primeiro single, "Menino Mimado", cuja letra pede um olhar ao abismo social e critica a indisciplina dos governantes. 

"Menino Mimado"

Não, eu não aceito essa indisciplina
Acho que você não me entendeu
Meus meninos são o que você teceu
Em resistência ao mundo que Deus deu
E eu não aceito, não

Não, eu não aceito essa indisciplina
Acho que você não me entendeu
Meus meninos são o que você teceu
Em resistência ao mundo que Deus deu

Então pare de correr na esteira e vá correr na rua
Veja a beleza da vida no ventre da mulher
Pois quem não vive em verdade, meu bem, flutua
Nas ilusões da mente de um louco qualquer
E eu não aceito, não

Não, eu não aceito essa indisciplina
Acho que você não me entendeu
Meus meninos são o que você teceu
Em resistência ao mundo que Deus deu

Eu não quero viver assim, mastigar desilusão
Este abismo social requer atenção
Foco, força e fé, já falou meu irmão
Meninos mimados não podem reger a nação

Eu não quero viver assim, mastigar desilusão
Este abismo social requer atenção
Foco, força e fé, já falou meu irmão
Meninos mimados não podem reger a nação
Meninos mimados não podem reger a nação

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL