PUBLICIDADE
Topo

Juca Kfouri: 'A grande torcida é para ninguém morrer por jogo de futebol'

Mais Otalab
1 | 25
Siga o UOL no

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/08/2020 04h00

Quem vai ser o campeão brasileiro de 2020? Para Juca Kfouri a pergunta é outra. Ele questiona se o campeonato conseguirá chegar ao fim em meio à pandemia do coronavírus.

Em participação no "OtaLab" no UOL da última quinta-feira (13), o jornalista analisou a situação da competição e disse que "a grande torcida é para ninguém morrer por um jogo de futebol". Nas últimas semanas, houve diversos casos de jogadores cujos exames tiveram resultado positivo para Covid-19.

Brasileirão, não. Covidão!

Para Juca, é difícil lançar qualquer palpite sobre o que vai acontecer em campo. Ele se preocupa, principalmente, pelo que pode acontecer fora dele.

"Fazer prognósticos sobre esse Brasileirão, que estou já estou chamando de Covidão, vale 10 milhões de dólares. Mais difícil do que prever o desempenho dos times é saber se o campeonato vai terminar. Já tivemos jogos adiados porque um time apresentou um batalhão que testaram positivo, como aconteceu com o jogo entre Goiás e São Paulo", disse.

"Não sabemos o que vai acontecer. Com delegações viajando de norte a sul, de leste a oeste, pelo Brasil afora... Em um país em que o governo não é capaz de combater corretamente a pandemia, quem dirá a CBF", completou.

'Futebol sem torcida é chupar bala com papel'

Juca Kfouri ainda falou sobre os jogos com arquibancadas vazias e destacou que o Flamengo, atual campeão e que ocupa a lanterna da disputa em 2020, irá sofrer sem a presença de público nos estádios.

"Imagino que o Flamengo vai sofrer muito, pelo fato de estar acostumado a jogar sempre em estádios lotados aonde quer que vá. Isso não será possível. Futebol sem torcida é como chupar bala com papel", avaliou.

"Na verdade, a grande torcida vai ser para ninguém morrer por causa de jogos de futebol", finalizou Juca.