PUBLICIDADE
Topo

Aves de Rapina: Margot Robbie explica porque uniu Arlequina a grupo de heroínas

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

06/02/2020 04h00

Arlequina está de volta. Pouco mais de três anos após se destacar como a melhor personagem do esquecível Esquadrão Suicida, a anti-heroína vivida por Margot Robbie agora tem um filme para chamar de seu —e está acompanhada de um novo grupo: as Aves de Rapina.

Margot, que é também a produtora de Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa, viu o potencial da personagem enquanto ainda gravava Esquadrão, em 2015, e lutou para fazer o projeto acontecer. Mas por que, afinal, unir a anti-heroína ao supergrupo, criando um relacionamento que não existe nas páginas dos quadrinhos?

"Eu sempre vi a Arlequina como uma catalisadora do caos", explicou Margot em entrevista ao UOL (você pode conferir a íntegra no vídeo acima). "Acho que ela é muito mais divertida quando é jogada em um grupo ao qual não pertence, e ela bagunça tudo e as coisas ficam loucas".

As Aves de Rapina, segundo a atriz, foram as escolhidas por se tratar de um grupo que tem várias formações nas HQs, reunindo personagens como Canário Negro, Caçadora e Cassandra Cain - todas presentes no filme - ao lado de outras como Mulher-Gato e Hera Venenosa. Essa fluidez pode ser a porta para novos filmes da trupe, inclusive.

"Achei que teria muito potencial se pudéssemos usar este filme como uma plataforma para unir as Aves de Rapina", disse. "Podem ter mais filmes com diferentes personagens que fazem parte do grupo. Arlequina não é um membro oficial, mas eu queria ver as Aves de Rapina se unirem nas telas e revelar esse potencial. A Arlequina só está lá para causar o caos".

Margot também estava doida para ver um time só de meninas nas telas - e não entende como levou tanto tempo para isso acontecer no universo dos filmes de super-heróis. "Era exatamente o que eu me perguntava quando eu tentei emplacar o projeto: Por que não fizemos isso ainda? Eu amo filmes de ação. Não é porque sou uma garota que eu não gosto de ação. Eu amo, e há tão poucos filmes de ação com um elenco feminino".

"Não sei o porquê, mas acho que na vida real as garotas saem mais juntas do que os caras", completou. "Garotas andam em grupos o tempo todo. Meu grupo é muito unido, e cheio de personalidades superdiferentes. E isso é uma receita para ter drama nas telas".

"Aves de Rapina, Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa" estreia hoje nos cinemas. Também estão no elenco Jurnee Smollett-Bell (Canário Negro), Rosie Perez (Renee Montoya), Mary Elizabeth Winstead (Caçadora), Ella Jay Basco (Cassandra Cain) e Ewan McGregor (o vilão Máscara Negra).