UOL Entretenimento Resenhas

31/01/2010 - 10h00

Novo livro de Luis Fernando Verissimo, "Os Espiões" tem ironia e debate literário

MARTA BARBOSA
Colaboração para o UOL
Se fosse necessário resumir em um tema "Os Espiões" (Editora Alfaguara), novo livro de Luis Fernando Verissimo, esse poderia ser: a irresistível tentação de viver de romance, ou como a vida seria mais interessante se fosse toda ela literatura. O narrador é um escritor frustrado que trabalha como editor numa empresa pequena e inexpressiva de Porto Alegre, cujo principal título lançado até então foi "Astrologia e Amor", um guia astral de qualidade duvidosa, mas que tem lá suas leitoras.

Seu trabalho consiste basicamente em receber e rechaçar originais que chegam aos montes cada semana. Com um casamento fracassado e uma vida profissional desanimadora, o personagem de Verissimo passa a semana contando as horas até a sexta, quando se interna no bar do Espanhol e, na companhia de outras figuras não menos patéticas, afoga as mágoas bebendo até perder a consciência, e assim se mantém até a segunda-feira.

De ressaca às segundas, aliás, é quando o editor está mais inspirado para escrever as cartas de rejeição de originais. "Recomendo ao autor que não apenas nunca mais nos mande originais como nunca mais escreva uma linha, uma palavra, um recibo. Se 'Guerra e Paz' caísse na minha mesa numa segunda-feira, eu mandaria seu autor plantar cebolas. Cervantes? Desista, hombre. Flaubert? Proust? Não me façam rir." Fácil imaginar a quantidade de desafetos que ele coleciona.

Mas num desses dias (não numa segunda, claro), chega um envelope branco com endereço escrito em letras maiúsculas trêmulas e algo suplicantes que o desperta. Dentro, um maço de folhas entre capas transparentes, presas por uma espiral, e na primeira delas o título: "Ariadne", escrito com caneta esferográfica e com uma florzinha em cima do "i". É o começo de uma nova história.

A tal Ariadne, autora que empresta seu nome para título da obra, descreve em suas linhas uma relação conflituosa com um marido que mais parece gângster. Um bilhete assinado por "uma amiga", enviado junto com o original, explica que se trata da primeira parte de uma autobiografia, ou de um diário, ou, como nosso editor prefere acreditar, de um testamento literário de uma suicida.

O enredo se moldura pela obsessão do pintor surrealista Giorgio De Chirico (1888-1978) pela personagem da mitologia grega Ariadne. O quadro "Solidão" ("Melancolia"), de 1912, que retrata uma estátua feminina no meio de uma praça italiana, com figuras humanas diminutas num segundo plano e a palavra "melancolia" gravada no pedestal, é mais de uma vez citado durante a trama. A Ariadne escritora do interior gaúcho parece sofrer da mesma solidão da personagem mitológica retratada por De Chirico, o que desperta mais que a compaixão do narrador. "... eu vou salvá-la, e me salvar, e até lá tudo é prólogo", diz o editor apaixonado pelo projeto de livro.

A partir daí, o personagem passa a viver em função daqueles originais que chegam em doses. Não só ele como todos os assíduos frequentadores do bar do Espanhol se envolvem com o drama de Ariadne, uma indefesa garota do interior ameaçada pelo marido, um assassino poderoso e cheio de dinheiro.

O que segue é uma deliciosa trama de espionagem, com direito a disfarces engraçadíssimos, hilariantes devaneios e muitas trapalhadas. O editor consegue envolver até o mais distante dos "colegas" de bar na aventura. O objetivo deixa de ser o livro em si, e ganha aspecto de história de herói: todos querem salvar Ariadne, que na mitologia ajuda Teseu a sair do labirinto, só que dessa vez é ela quem precisa ser resgatada da cidade provinciana e sem ação chamada Frondosa.

"Os Espiões" não chega a ser um livro definitivo na carreira de Verissimo. É um romance despretensioso, de leitura fácil e rápida. E talvez aqui esteja o grande mérito do autor: escrever simples, para todos, convertendo todo o gigantismo que por vezes envolve a literatura numa enorme trapalhada.



"OS ESPIÕES"
Autor: Luis Fernando Verissimo
Editora: Alfaguara
Páginas: 142
Preço: R$ 31,90

Compartilhe:

    Fale com
    UOL Entretenimento

    Siga UOL Entrete

    GUIA DE RESTAURANTES

    Mais Guias

    Hospedagem: UOL Host