UOL Entretenimento Notícias

02/08/2010 - 14h58

Bienal do Livro terá dia dedicado ao terror e personalidades da TV

EDSON LOVATTO
Colaboração para o UOL
  • Moacyr Lopes Junior/Folhapress

    José Mojica Marins, o Zé do Caixão, fala sobre o seu personagem na sexta-feira 13, às 13h

A partir do próximo dia 12 de agosto, os moradores da capital paulista não devem se espantar se encontrarem livros "esquecidos" de propósito na cidade, Cinderelas e Dom Quixotes invadindo as ruas ou homens carregando pilhas de livros em meio à multidão. Estas são algumas das ações interativas propostas pela Bienal Internacional do Livro, que, em sua 21ª edição, quer se tornar maior -- em números e qualidade -- e ultrapassar os limites do Pavilhão de Exposições do Anhembi.

Com orçamento de R$ 30 milhões -- R$ 8 milhões a mais que a última edição -- e público estimado em 700 mil, a Bienal deste ano apresenta programação diversificada. São 1.100 horas de atividades "para todos", como faz questão de frisar o conselho curatorial.

"Há uma mudança de perspectiva para atender a públicos distintos, sem descaracterizar o evento. Trouxemos nomes com uma obra consolidada e incorporamos requintes importantes às atividades, como as questões da moda e da culinária, que não representam um 'chamariz mercadológico', mas um amadurecimento do setor", diz Augusto Massi, diretor da editora Cosac Naify.

A ligação com culinária citada por Massi está no espaço "Cozinhando com Palavras", uma novidade da Bienal, que terá chefs de cozinha e profissionais do setor para falar sobre como o tema é retratado em livros. Também serão feitos pratos em homenagem a grandes autores, como Jorge Amado e Monteiro Lobato.

Destaques do evento
Outra preocupação desta Bienal é abordar assuntos em voga, como debates e discussões sobre vampirismo, elevados a "tema da moda" com o sucesso da série teen "Crepúsculo". Na sexta-feira 13, às 13h, quem vier fantasiado entra de graça e ainda pode assistir ao convidado José Mojica Marins falar de seu personagem Zé do Caixão. Às 15h, haverá um encontro com três escritores para a discussão do tema "Por que o mito do vampiro continua vivo?" e, às 19h, o sobrinho-bisneto de Bram Stocker, criador de "Drácula", fala sobre o lançamento da sequência do maior clássico do vampirismo literário.

O espaço "Fábulas com a Turma da Mônica" reunirá atividades envolvendo os personagens do famoso desenhista Mauricio de Sousa, como jogos inspirados em histórias de bruxas, penteadeira para as crianças se caracterizarem, atiradores de bolinhas, jogo de pebolim e teatro de fantoches. Já as implicações dos livros digitais serão discutidas em um fórum internacional, que terá a presença de referências na área, como Mike Shatzikin, Jean Paul Jacob e John B. Thompson.

 

Um dos pilares da programação, ao lado de Monteiro Lobato, lusofonia e livros digitais, Clarice Lispector será relembrada no sábado (14), às 15h, com um encontro de Benjamin Moser, biógrafo norte-americano da escritora, e Beth Goulart, atriz que a interpretou nos palcos. No domingo (15), às 13h, Ziraldo, o criador do Menino Maluquinho, fala sobre seus personagens e histórias. Já na segunda (16), às 15h, os escritores Walcyr Carrasco, Ignácio de Loyola Brandão e Ruth Rocha revelam a influência de seus professores em suas carreiras.

Às 19h de terça-feira (17), uma conversa sobre a escritora Patrícia Galvão, a Pagu, será conduzida pelo seu filho, o jornalista Geraldo Galvão Ferraz, e a escritora Lúcia Maria Teixeira Furlani. No dia 18 (19h), está programada uma conversa sobre o português José Saramago, morto este ano.

Na quinta-feira, dia 19, às 17h, Pasquale Cipro Neto discute o acordo ortográfico da língua portuguesa com o escritor angolano Ondjaki. No dia 20 de agosto, uma sexta-feira, Ruy Castro, Carlos Heitor Cony, Gilberton Dimenstein e Luiz Felipe Pondé participam de debates a partir das 17h. No sábado (21), a partir das 13h, será a vez de Moacyr Scliar, Contardo Calligaris, Roberto Shinyashiki, Lygia Fagundes Telles e os africanos José Eduardo Agualusa e Mia Couto conversarem com o público.

Para ver a programação completa e detalhada da Bienal do Livro, visite o site oficial do evento.

  • Paulo Figueiredo / Carta Z Notícias

    A atriz Bianca Rinaldi é uma das atrizes que interpretarão trechos de obra literária nesta Bienal

Personalidades da TV
Sob a curadoria do novelista Walcyr Carrasco, nomes conhecidos da televisão brasileira como Regina Duarte (dia 13/8, às 18h), Paulo Goulart (dia 14; 18h), Nívea Stelmann (dia 15; 16h),  Zeca Camargo (dia 17; 20h), Sergio Marone (dia 18; 20h), Wagner Santisteban (dia 20; 20h), Bianca Rinaldi (dia 21; 18h) e Carmo Dalla Vecchia (dia 22; 16h) farão interpretações de textos literários e conversarão com o público.

Os jovens também ganharão atenção especial no Território Livre, com mesas de debate que abordarão assuntos ligados ao universo vivido por eles. Entre os convidados, Serginho Groismann e Caco Barcellos e equipe do programa "Profissão Repórter" falarão sobre o que é preciso para se tornar um bom repórter (14/8, às 15h). A programação ainda destaca nomes como o ex-atleta Gustavo Borges, os músicos Wilson Sideral e Lobão, a consultora de moda Glória Kalil e os humoristas Hélio de la Peña e Rafael Cortez e o desenhista Paulo Caruso.

Ações especiais
De acordo com o diretor do Sesc de São Paulo, Danilo Santos de Miranda, serão também espalhados em pontos da cidade -- como paradas de ônibus e estações de metrô -- 250 livros que devem ser registrados na web, de acordo com instruções que estarão nos objetos, a fim de criar um "fluxo de leitura".

Entre as demais atrações ao ar livre, fora do Anhembi, atores caracterizados de personagens clássicos literários, como Cinderela e Dom Quixote, ou então carregando pilhas de livros, passearão por pontos de São Paulo promovendo a Bienal.


21ª BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO
Quando: de 12 a 22 de agosto de 2010
Onde: Pavilhão de Exposições do Anhembi - av. Olavo Fontoura, 1.209, São Paulo-SP; das 10h às 22h
Quanto: R$ 10 (grátis para professores, profissionais do livro, bibliotecários, estudantes incluídos no programa de visitação escolar programada, maiores de 65 anos e crianças com até cinco anos)
Informações:
site da Bienal do Livro.

Fale com
UOL Entretenimento

Siga UOL Entrete

GUIA DE RESTAURANTES

Mais Guias

Hospedagem: UOL Host