PUBLICIDADE
Topo

Livros e HQs


Mulher de George Orwell deu permissão a escritor para oferecer sexo a amiga

O escritor George Orwell - ullstein bild via Getty Images
O escritor George Orwell Imagem: ullstein bild via Getty Images

Elizabeth Howcroft

De Londres

20/01/2020 12h38

Resumo da notícia

  • Filho de George Orwell revelou cartas do escritor para uma de suas amantes
  • Nos textos, o autor de 1984 dizia que sua mulher havia dado permissão para que o caso prosseguisse
  • "Ela deseja que eu possa dormir com você cerca de duas vezes por ano, apenas para me manter feliz"

O escritor britânico George Orwell escreveu a uma amiga para lhe dizer que podiam fazer sexo duas vezes por ano, com a aprovação de sua mulher. A revelação vem de um conjunto de cartas compradas pelo filho de Orwell, quase 70 anos após sua morte.

Orwell conheceu Brenda Salkeld alguns anos antes de seu primeiro sucesso editorial, Na Pior em Paris e Londres, lançado em 1933, e ela se tornou uma influência para seus textos, de acordo com as cartas que foram publicadas no jornal The Times hoje.

O escritor disse a Brenda Salkeld que sua primeira mulher, Eileen O'Shaughnessy, entendeu seus desejos, e que "ela desejava que eu pudesse dormir com você cerca de duas vezes por ano, apenas para me manter feliz".

Em uma carta anterior, ele escreveu: "Eu não sei se você já percebeu o quanto você significa para mim. Além disso, você disse que pensava em ter um amante e, nesse caso, não vejo por que não poderia ser eu".

Ele seguiu escrevendo para ela até 1949 — pouco antes de seu segundo casamento, e apenas algumas semanas antes de sua morte. Richard Blair, filho de Orwell, disse que comprou as cartas para dar ao arquivo de George Orwell na University College London.

Outro lote de cartas comprado por Blair mostrou a contínua admiração de Orwell por uma ex-amante, Eleanor Jacques. Blair disse ao Times que as cartas mostram que Jacques e Salkeld "tiveram muito mais influência sobre ele do que se supunha".

"Eram cartas muito pessoais", disse ele. "Eu acho que houve um pouco de contato físico em ambos os casos de tempos em tempos. Ele gostava de mulheres muito fortes. Mulheres que tinham uma opinião. Foi isso que o atraiu. O fato de ele ter conseguido algo depois disso foi um bônus."

Orwell, que também escreveu A Revolução dos Bichos e 1984, permanece amplamente conhecido por suas críticas a governos e ao totalitarismo. O 70º aniversário da morte de Orwell será em 21 de janeiro.

Livros e HQs