PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento


Testemunhas do horror: Museu de Nova York abre exposição com obras de vítimas do Holocausto

15/01/2020 19h27

Por Barbara Goldberg

NOVA YORK (Reuters) - Michael Morris, curador do Museu da Herança Judaica de Nova York, estava tentando atender a um pedido comum quando descobriu um tesouro de imagens de testemunhas oculares do Holocausto, desenhadas a lápis, tinta e giz de cera. "Foi quando tive a ideia", disse Morris, que montou uma exposição de arte criada por alguns dos 6 milhões de judeus mortos pelo regime nazista.

"Rendering Witness: Holocaust Era Art as Testimony", que abre esta semana no museu de Manhattan, ocorre num momento em que crimes de ódio antissemita nos EUA disparam e as memórias dos horrores do Holocausto estão desaparecendo.

"Esta exposição educa sobre os perigos do antissemitismo, racismo, intolerância de qualquer tipo e se coloca contra isso", afirmou Morris, descrevendo as 21 representações poderosas do Holocausto, principalmente por prisioneiros judeus.

Tudo começou com o pedido de outra instituição para emprestar algumas das peças da coleção do museu. Ao analisar as dezenas de obras nos cofres, Morris soube imediatamente que era hora de o museu montar uma exposição própria.

"Por trás das estatísticas e dos números e bastidores, onde vemos centenas de milhares de pessoas em campos de concentração, são pessoas reais que tiveram vidas multifacetadas", disse ele.

Entre elas, uma garota de 12 anos, Helga Weissova, que levou materiais de arte quando foi enviada ao campo de concentração, cerca de 48 quilômetros ao norte de Praga, na República Tcheca, em outubro de 1944.

Antes de Weissova ser deportada para Auschwitz, no sul da Polônia, ela entregou seus desenhos ao tio, um companheiro de prisão que os escondeu atrás de um muro. A exposição mostra seu trabalho em lápis de cor no papel, que retrata guardas armados conduzindo um grupo amontoado de prisioneiros carregando malas.

Weissova está agora com 90 anos e morando em Praga, mas muitos dos artistas nunca conseguiram sair dos campos mortais.

Entretenimento