Topo

Entretenimento


Polícia da Georgia prende mais de 25 pessoas após conflito em estreia de filme homossexual

09/11/2019 15h37

Por Umberto Bacchi

TBILISI (Reuters) - A polícia na Georgia afirmou neste sábado que prendeu mais de 25 pessoas depois que manifestantes ultranacionalistas tentaram atrapalhar a estreia de um premiado filme sobre amor homossexual, entrando em conflito com forças de segurança.

Algumas centenas de manifestantes bloquearam as ruas no lado de fora de um cinema no centro da capital, na sexta-feira, antes da primeira exibição de “And Then We Danced”, que conta a história de dois jovens dançarinos georgianos de balé se apaixonando.

Cantando “Vida longa à Georgia” e “Vergonha”, os manifestantes - alguns segurando cruzes e símbolos religiosos - tentaram forçar a entrada ao cinema, mas foram impedidos pela polícia.

“Não é apenas um filme. É um insulto à nossa fé, às nossas tradições e a tudo que é sagrado para nós”, disse Guram Damenia, que compareceu vestido em um tradicional traje georgiano.

Dois oficiais de polícia e uma jovem mulher que estava tentando assistir ao filme foram feridos, disse a polícia. O filme estreou no festival de Cannes, em maio, e venceu prêmios em festivais ao redor do mundo.

Entretenimento