Topo

Entretenimento


Réplica de parte de altar destruído de Palmira é revelada na Síria

23/04/2019 16h26

DAMASCO (Reuters) - Um museu de Damasco revelou nesta terça-feira uma réplica, construída por arqueólogos italianos, de parte do altar de um templo destruído por militantes do Estado Islâmico na antiga cidade síria de Palmira.

O Templo de Bel de Palmira, de dois mil anos de existência, era uma das jóias entre os monumentos históricos da Síria, que abarcam diversas civilizações, antes de o conflito começar no país em 2011.

    O Estado Islâmico tomou Palmira em maio de 2015 e destruiu muitas de suas estruturas e objetos antigos, vendendo outros para ajudar a financiar suas operações.

    A estrutura do altar de pedra ornamentado do templo foi destruída em outubro de 2015, mas uma equipe italiana reconstruiu seu teto usando imagens de 3D e grande habilidade de cantaria.

    "É idêntico à peça original, com todos seus detalhes e decorações, porque a técnica de 3D está muito desenvolvida", explicou Mamoun Abdul Karim, ex-chefe do departamento de antiguidades do governo sírio.

    "Mas não é nenhum substituto para o objeto original", acrescentou.

    O novo altar tem 4 metros de comprimento e foi montado com uma combinação de plástico e pedra polida, disse Frances Pinnock, da Universidade Sapienza de Roma e chefe da equipe científica que trabalhou no processo de construção.

    Ela disse que a equipe propôs fazer uma réplica como uma resposta emocional à destruição do teto, mas também para ver se era cientificamente possível construir o que foi perdido.

    (Por Kinda Makieh)

Mais Entretenimento