Topo

Entretenimento


Michelle Obama se torna mulher mais admirada dos EUA, indica pesquisa

28/12/2018 16h07

Por Jason Fields

WASHINGTON (Thomson Reuters Foundation) - Hillary Clinton perdeu sua posição de mulher mais admirada dos Estados Unidos após 18 anos para Michelle Obama, de acordo com nova pesquisa do instituto Gallup.

Michelle, cuja autobiografia recém-publicada, "Becoming", é um bestseller, foi a escolhida de 15 por cento das 1.025 pessoas entrevistadas, um aumento de 7 por cento em relação a 2017.

Como primeira-dama, ela abraçou uma série de causas, inclusive um esforço para combater a obesidade infantil nos Estados Unidos incentivando uma alimentação saudável e exercícios.

Ela também tem sido uma defensora enfática dos direitos das mulheres, tanto dentro quanto fora da Casa Branca.

No início deste ano, Michelle foi escolhida a segunda mulher mais admirada do mundo, só atrás de Angelina Jolie, em uma pesquisa da YouGov.

Hillary, ex-secretária de Estado e ex-primeira-dama que perdeu a eleição presidencial de 2016 para Donald Trump, agora está em terceiro na lista publicada na quinta-feira, atrás da apresentadora Oprah Winfrey.

Do lado masculino, o marido de Michelle, o ex-presidente Barack Obama, apareceu em primeiro lugar.

Entre as outras que entraram na lista estão Melania Trump com 4 por cento, o mesmo índice de Hillary, a rainha britânica Elizabeth e a chanceler alemã Angela Merkel, ambas com 2 por cento.

Mais Entretenimento