PUBLICIDADE
Topo

Freira conhecida por documentários de arte morre aos 88 anos

A irmã sul-africana Wendy Beckett - Reprodução
A irmã sul-africana Wendy Beckett Imagem: Reprodução

Paul Sandle

De Londres (Reino Unido)

26/12/2018 15h45

A irmã Wendy Beckett, freira e historiadora de arte que se tornou uma estrela televisiva improvável nos anos 1990 no Reino Unido, morreu nesta quarta-feira (26) aos 88 anos, reportou a emissora BBC.

Nascida na África do Sul, Wendy estava vivendo em uma caravana em um mosteiro carmelita em Norfolk, no leste da Inglaterra, quando começou a estudar arte na década de 1980, segundo a BBC, que transmitia seus documentários.

Ela foi descoberta por uma equipe de filmagem em uma exibição de arte e contratada pela BBC para fazer o documentário de 1992 "Sister Wendy's Odyssey" --sobre pinturas e esculturas de seis museus britânicos.

Ela continuou a fazer programas pela década seguinte, falando diretamente com a câmera enquanto usava sua vestimenta preta de freira, conquistando fãs no Reino Unido e nos Estados Unidos, onde seus programas eram transmitidos pela televisão pública.