Topo

Música

Elton John: "Precisamos quebrar o estigma com o HIV e a Aids"

Eva Plevier/Reuters
Elton John discursa na Conferência Internacional sobre a Aids, em Amsterdã Imagem: Eva Plevier/Reuters

Rachel Savage

De Londres (Reino Unido)

03/12/2018 19h09

Muitas pessoas ainda estão contraindo HIV e morrendo por doenças relacionadas à Aids devido ao estigma e à falta de acesso à informação e testes, disse o cantor Elton John nesta segunda-feira. 

A medicina moderna pode ajudar aos infectados com o HIV a terem vidas longas e plenas, sem que outras pessoas sejam contaminadas com o vírus, disse o cantor em uma carta publicada pelo jornal britânico Independent.

"Todos deveriam entender os riscos do HIV, e os que necessitam deveriam ter a chance de ajuda digna e apoio", escreveu John na carta, coassinada pelo proprietário do jornal, Evgeny Lebedev.

"Isso pode acontecer apenas se soubermos quais são as nossas condições."

Cerca de um quarto das 37 milhões de pessoas com HIV-positivo vivendo no mundo não sabem que têm o vírus. No ano passado, 1,8 milhão de pessoas foram infectadas com o HIV. 

O HIV e a Aids "começaram com uma doença de jovens rapazes gays em Nova York, Los Angeles e San Francisco", disse John em visita à Atlanta, no estado norte-americano da Geórgia, na semana passada, de acordo com o Independent. 

"Agora é uma doença dos pobres por toda a América, especialmente no Sul. As pessoas estão sendo esquecidas. Isso é uma desgraça."