Topo

Entretenimento

Egito revela múmia de mais de 3 mil anos em Luxor

24/11/2018 15h36

LUXOR, Egito (Reuters) - Autoridades egípcias revelaram neste sábado uma múmia bem preservada de uma mulher, em Luxor, no sul do Egito, um tesouro da arqueologia datado de mais de 3 mil anos.

O sarcófago foi um dos dois encontrados no início deste mês por uma missão liderada pela França na região de El-Asasef, uma necrópole na margem ocidental do Nilo.

O primeiro tinha sido aberto mais cedo e examinado por especialistas em antiguidades do Egito.

"Um sarcófago era de estilo rishi, que remonta a 17ª dinastia, enquanto o outro sarcófago era da 18ª dinastia", disse o ministro das Antiguidades, Khaled Al Anani.

"Os dois túmulos estavam com suas múmias dentro."

A 18ª dinastia remonta ao século 13 antes de Cristo, um período de alguns dos faraós mais conhecidos, incluindo Tutancâmon e Ramsés II.

Foi a primeira vez que as autoridades abriram um sarcófago diante da mídia internacional.

O Egito revelou mais de uma dezena de antigas descobertas desde o começo deste ano.

O país espera que essas revelações ajudem a reviver o interesse dos turistas, uma vez que muitos têm evitado o país desde uma insurreição política em 2011.

(Reportagem de Sayed Sheashaa)

Mais Entretenimento