PUBLICIDADE
Topo

"Ouvi que eu tinha o rosto errado e jamais faria um filme", diz Judi Dench

A atriz Judi Dench durante exibição do filme "Victoria e Abdul" - Filippo Monteforte/AFP
A atriz Judi Dench durante exibição do filme "Victoria e Abdul" Imagem: Filippo Monteforte/AFP

Marie-Louise Gumuchian

Zurique (Suíça)

04/10/2018 12h48

A atriz Judi Dench, premiada com um Oscar, Baftas e Globos de Ouro, além de vários prêmios de teatro, disse que a maior conquista de sua carreira de 60 anos foi estrelar em um filmeporque uma vez ouviu que tinha o rosto "errado" para o cinema.

A atriz de 83 anos, cujos grandes papéis incluem a rainha Elizabeth 1ª e a mentora M de James Bond, disse no tapete verde do Festival de Cinema de Zurique na noite de quarta-feira que no início da carreira ouviu: "você nunca fará um filme".

Questionada sobre qual foi sua maior conquista, a artista britânica respondeu: "Acho que chegar a fazer um filme, porque eu ouvi bem no começo que eu jamais faria um filme. Eles disseram 'tudo em seu rosto está errado'."

"Então eu gostaria muito de dizer a essa pessoa, que infelizmente está morta agora, mas gostaria muito de lhe dizer que bem, acabei fazendo filmes no final das contas. Que sortuda."

Judi Dench em "007 - Operação Skyfall" (2012) - Divulgação - Divulgação
Judi Dench em "007 - Operação Skyfall" (2012)
Imagem: Divulgação

Judi Dench, que estreou profissionalmente nos palcos como a Ofélia de "Hamlet" em 1957, disse que há mais oportunidades para as mulheres na indústria do cinema hoje "do que provavelmente jamais houve".

"Acho que está nesse caminho, e isso é bom. É sempre bom. Tomara que dure", disse. "Há mais distribuição de papéis no teatro hoje, com certeza, e acho que é bom, isso nos dá uma parcela justa, ou uma parcela mais justa."

A atriz, em Zurique para divulgar seu filme mais recente, "Red Joan" que conta a história de uma cientista britânica que espiona para a União Soviética, também recebeu o prêmio Golden Icon no festival, se somando a sua longa lista de homenagens.