PUBLICIDADE
Topo

Del Toro promete não ser tendencioso a favor de Cuarón no Festival de Veneza

Guillermo del Toro, presidente do júri do Festival de Veneza - Kirsty Wigglesworth/AP Photo
Guillermo del Toro, presidente do júri do Festival de Veneza Imagem: Kirsty Wigglesworth/AP Photo

Robin Pomeroy

De Veneza (Itália)

29/08/2018 13h39

Guillermo del Toro prometeu não ser tendencioso como presidente do júri do Festival Internacional de Cinema de Veneza, onde o também diretor mexicano Alfonso Cuarón está concorrendo ao prêmio principal.

Del Toro, cujo filme "A Forma da Água" ganhou o Leão de Ouro em Veneza no ano passado, julgará o drama autobiográfico "Roma" de Cuáron, diretor de "Gravidade".

Junto do também vencedor do Oscar Alejandro Iñárritu, eles ficaram conhecidos como "Os Três Amigos" mexicanos que se tornaram grandes cineastas de Hollywood nas últimas duas décadas.

"Sou o presidente do júri, não o ditador", disse Del Toro em coletiva de imprensa em Veneza nesta quarta-feira, quando perguntado se poderia ficar tentado a ajudar seu amigo a receber o prêmio principal.

O cineasta mexicano Alfonso Cuarón  - Richard Shotwell/Invision/AP - Richard Shotwell/Invision/AP
sta mexicano Alfonso Cuarón
Imagem: Richard Shotwell/Invision/AP

"A coisa mais importante é simplesmente sermos cineastas adultos e profissionais que estão considerando os filmes com base no que está na (tela) retangular. Nada mais", disse, acrescentando que a nacionalidade de um filme não tem nenhuma importância.

Também fazem parte do júri o ator austríaco Christoph Waltz, a atriz britânica-australiana Naomi Watts e o ator, comediante e diretor neozelandês Taika Waititi.

O Festival Internacional de Cinema de Veneza começou nesta quarta-feira e irá até o dia 8 de setembro.