Topo

Música

"Ela sabia que era abençoada", diz Smokey Robinson sobre Aretha Franklin

REUTERS/Danny Moloshok
O cantor e produtor Smokey Robinson Imagem: REUTERS/Danny Moloshok

Pavithra George

17/08/2018 17h37

Quando Smokey Robinson, lenda da Motown, viu sua amiga de toda a vida Aretha Franklin fazendo música pela primeira vez, disse ter ficado impressionado com o talento da jovem que se tornaria a "Rainha do Soul".

Em uma entrevista à Reuters TV, o ex-vocalista do famoso grupo The Miracles relembrou aquele primeiro encontro de 70 anos atrás com Aretha, que morreu na quinta-feira aos 76 anos.

Aretha e sua família se mudaram de Buffalo, em Nova York, para Detroit. Robinson, hoje com 78 anos, descreveu como ele e um amigo visitaram sua casa no Bulevar de Boston naquele mesmo dia.

Reprodução
A cantora Aretha Franklin Imagem: Reprodução

"Estávamos caminhando até a casa e eu ouvi música saindo -- um piano sendo tocado e uma vozinha cantando em uma sala, e olhei para dentro e lá estava Aretha sentada ao piano, tocando e cantando", contou. "Ela provavelmente tinha 5 ou 6 anos, tocando e cantando quase como fazia como adulta".

A admiração de Robinson por ela só cresceu ao longo das décadas.

"Você sabe que ela tinha aquela voz, que era original e podia cantar tudo", disse. "Eles a chamavam de 'a Rainha do Soul', mas Aretha podia cantar qualquer coisa que você pusesse diante dela: ópera, soul, gospel, jazz, fosse lá o que fosse".

E ela sabia como era sortuda, afirmou.

"Ela sabia que era abençoada por ter a chance de viver o que amava e viver seu sonho", disse Robinson.

No ano passado Aretha surpreendeu Robinson com um prêmio do Conselho da Cidade de Detroit e o descreveu à época como seu "amigo mais velho e mais querido".