Topo

Entretenimento

Cineasta Loach responde a premiê belga em discussão sobre antissemitismo

26/04/2018 18h15

CULTURA-ANTISSEMITISMO-LOACH:Cineasta Loach responde a premiê belga em discussão sobre antissemitismo

BRUXELAS (Reuters) - O cineasta inglês Ken Loach acusou o primeiro-ministro da Bélgica nesta quinta-feira de ignorar "brechas flagrantes da lei internacional" por Israel em uma discussão sobre suposto antissemitismo e o antigo apoio do cineasta a palestinos.

Falando após ser premiado como doutor honorário em uma das principais universidades da Bélgica, Loach disse que ele estava chocado que o premiê Charles Michel havia escolhido criticar a instituição por dar a ele o prêmio.

"Agora, ele é um advogado, o Sr. Michel... Eu me pergunto se ele questionou sobre as brechas da lei internacional cometidas por Israel? Se ele perguntou sobre a ocupação ilegal das terras palestinas?", disse Loach, o diretor de 81 anos de "I, Daniel Blake", vencedor da Palma de Ouro de 2016.

Michel, de 42 anos, estudou Direito na Universidade Livre de Bruxelas e a criticou na quarta-feira por planejar premiar Loach como doutor honorário. Loach nega as acusações de que seu apoio a palestinos seja antissemita.

Em um discurso na quarta-feira na Grande Sinagoga de Bruxelas para marcar o 70º aniversário da fundação de Israel, Michel disse: "Nenhuma acomodação com o antissemitismo pode ser tolerada, qualquer que seja essa forma. E isso também vale para a minha própria alma mater".

Em nota divulgada nesta quinta-feira, o Congresso Judeu Europeu pediu que a universidade revogue sua decisão de honrar Loach, dizendo que ele havia "constantemente prejudicado esforços para combater antissemitismo no Reino Unido".

(Por Natalie Rice)

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento