Entretenimento

Kevin Spacey é apagado de filme da Sony sobre sequestro de John Paul Getty 3º

09/11/2017 08h48

GENTE-KEVINSPACEY-SONY-FILME:Kevin Spacey é apagado de filme da Sony sobre sequestro de John Paul Getty 3º

LOS ANGELES (Reuters) - O diretor e os produtores do filme finalizado, mas ainda não divulgado, "Todo o Dinheiro do Mundo" decidiram remover Kevin Spacey da produção, escalar outro ator para seu papel e regravar suas cenas após o surgimento de alegações de assédio sexual contra o ator.

A medida extraordinária de apagar um protagonista de um grande filme de estúdio já pronto e reconstruí-lo sem o ator foi noticiada por três grandes publicações que cobrem Hollywood: Variety, The Hollywood Reporter e Deadline Hollywood.

Uma fonte próxima à Sony Pictures, distribuidora do filme, disse à Reuters que as reportagens estão corretas.

Spacey será substituído pelo veterano Christopher Plummer no papel de Jean Paul Getty, falecido magnata norte-americano do petróleo, no drama dirigido por Ridley Scott sobre o sequestro de seu neto adolescente, John Paul Getty 3º, em 1973, relataram as três publicações.

A Sony Pictures também retirou o filme do festival anual do Instituto Americano de Cinema (AFI, na sigla em inglês) em Los Angeles, que acontecerá no dia 16 de novembro. "Todo o Dinheiro do Mundo" deve estrear em 22 de dezembro, segundo a Variety.

Mark Wahlberg e Michelle Williams, que também estrelam o filme, devem participar das regravações. Fontes disseram à Variety que Spacey gravou o equivalente a duas semanas de filmagens e que há muitas cenas nas quais Getty é o único personagem.

A refilmagem vem depois que o ator Anthony Rapp acusou Spacey de tentar seduzí-lo em 1986, quando tinha 14 anos de idade. Spacey disse que não se lembra do incidente, mas se desculpou. De acordo com seus representantes, ele está buscando um tratamento, que não foi especificado.

Oito funcionários antigos e atuais da série "House of Cards", do Netflix, que não foram identificados, também acusaram Spacey, o protagonista da produção, de má conduta sexual, segundo a CNN.

O Netflix disse que não levará adiante a produção de "House of Cards" com Spacey, que supostamente foi suspenso da série de política. A plataforma informou que também não lançará o filme "Gore", no qual Spacey interpreta o falecido escritor norte-americano Gore Vidal.

(Reportagem de Kevin Regan em Los Angeles e Brendan O'Brien em Milwaukee)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo