Topo

Entretenimento

Suíça investiga nova alegação de estupro contra diretor Roman Polanski

04/10/2017 11h10

GENTE-POLANSKI-ALEGACAO-ESTUPRO:Suíça investiga nova alegação de estupro contra diretor Roman Polanski

ZURIQUE (Reuters) - Uma ex-atriz e modelo alemã disse a autoridades suíças que o diretor Roman Polanski a estuprou em seu chalé nas montanhas em 1972, quando ela tinha 15 anos, afirmaram promotores locais, nesta quarta-feira.

Um advogado do diretor francês-polonês de 84 anos disse que ele está ciente da alegação de Renate Langer, que rejeitou como uma tentativa "absurda" de gerar atenção da mídia.

A polícia do cantão suíço de St. Gallen confirmou, nesta quarta-feira, que recebeu no mês passado uma denúncia de Renate, de 61 anos, sobre um suposto estupro na casa de Polanski, em 1972. A alegação foi relatada inicialmente pelo The New York Times.

A Reuters não conseguiu entrar em contato de imediato com a ex-atriz, ou com seus advogados.

Promotores suíços estão analisando se o processo contra Polanski é possível de acordo com as leis do país, levando em consideração que o suposto crime aconteceu há cerca de meio século.

A Suíça acabou com a prescrição penal para crimes sexuais cometidos contra crianças de menos de 12 anos.

Renate é a quarta mulher a acusar Polanski publicamente de agredi-la sexualmente quando era adolescente.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento