Entretenimento

ESTREIAS-Filme sobre a Lava Jato é destaque da semana nos cinemas

06/09/2017 16h48

FILME-ESTREIAS-SEMANA:ESTREIAS-Filme sobre a Lava Jato é destaque da semana nos cinemas

SÃO PAULO (Reuters) - Veja um resumo dos principais filmes que estreiam nos cinemas do país nesta semana:

 

"POLÍCIA FEDERAL ? A LEI É PARA TODOS"

- A grandiloquência de ?Polícia Federal ? A Lei é para Todos?, de Marcelo Antunez, começa pelo título, que pega carona nos noticiários para produzir uma ficção policial revestida de ingredientes heroicos. Os heróis, evidentemente, são os policiais federais por trás da Lava Jato, que predominam, na tela, até sobre o onipresente juiz da operação, Sérgio Moro (Marcelo Serrado).

Moro, aliás, é o único integrante da Lava Jato a aparecer com seu próprio nome e nem aparece tanto assim. Ele é mais um coadjuvante dos policiais da tela, que apesar de notoriamente inspirados em figuras conhecidas, usam nomes fictícios ? caso do delegado Ivan Romano (Antonio Calloni) e dos agentes Beatriz (Flávia Alessandra), Júlio César (Bruce Gomlevsky) e Vinicius (João Baldasserini). Entre os procuradores, Ítalo Agnelli (Rainer Cadete) evidencia sua identidade com uma notória semelhança física com Deltan Dellagnol.

Já os réus são todos identificados pelo nome próprio, caso do doleiro Alberto Youssef (Roberto Birindelli), primeiro a surgir na tela. Logo a seguir, insere-se uma animação sobre a história do Brasil, defendendo que, desde o descobrimento, o país foi assolado por ratos, os reais que vieram nas caravelas e os da corrupção, com direito a imagens fugazes de diversos personagens dos noticiários.

 

"IT ? A COISA"

- A segunda adaptação cinematográfica de Stephen King deste ano, ?It: A Coisa?, é tudo o que ?A Torre Negra? não foi ? especialmente ao fazer justiça à obra do rei do terror. Dirigido pelo espanhol Andy Muschietti (?Mama?), o longa traz os temas corriqueiros do autor ? especialmente os laços de amizade juvenil se fortalecendo diante de um grande perigo.

Um grupo de adolescentes, numa pequena cidade do Maine, enfrenta uma ameaça sobrenatural que materializa seus maiores medos ? o palhaço Pennywise (Bill Skarsgård). Os adultos são omissos e, portanto, fora de cena, ou abusam física e/ou emocionalmente dos protagonistas. Por isso, não é à toa que a maior resistência dos garotos é a de crescer.

Com um elenco juvenil talentoso e uma criatura assustadora, Muschietti sagazmente trabalha apenas com metade do romance ? deixando os capítulos que narram os acontecimentos posteriores, quando os protagonistas são adultos, para uma possível e planejada sequência.

 

"O JANTAR"

- Um elenco de peso se reúne na terceira adaptação do romance do holandês Herman Koch (as outras duas foram feitas na Holanda e Itália), mas o resultado é um prato sem sabor e requentado, parecendo uma cópia mal resolvida de obras de chefs mais talentosos ? como ?O Deus da Carnificina?, de Roman Polanski.

Dois casais ? Richard Gere e Rebecca Hall, e Steve Coogan e Laura Linney ? se encontram num restaurante caro para discutir um assunto delicado, envolvendo algo hediondo que seus filhos fizeram. A tensão é uma constante durante o jantar, e flashbacks e digressões entram em cena para elucidar pontos obscuros ou causar outras complicações.

Dirigido e roteirizado por Oren Moverman, ?O Jantar? tenta fazer um retrato cínico de uma elite, mas parece deixar-se seduzir por ela mesma e acaba elogiando o privilégio de classe dos personagens que tanto parecia querer criticar.

 

"UMA MULHER FANTÁSTICA"

- Vencedor do prêmio de roteiro e do troféu Teddy do Festival de Berlim 2017 e dos prêmios de melhor trilha sonora original e melhor som no mais recente Cine Ceará, o drama chileno ?Uma Mulher Fantástica?, de Sebastián Lelio, sustenta com emoção e propriedade a trajetória de uma transexual, Marina (Daniela Vega).

Garçonete que sonha tornar-se cantora, Marina mantém uma relação estável com um homem mais velho, Orlando (Francisco Reyes). O passado deste envolvimento vem à tona quando Orlando tem um mal súbito e se descobre o grande escândalo causado pela entrada de Marina em sua vida familiar.

O roteiro, de autoria também de Lelio e Gonzalo Maza, retrata os dilemas de Marina para encarar pressões formidáveis, vindas da família de Orlando e até da polícia, expondo os preconceitos dirigidos contra ela, especialmente por sua condição transexual.

 

"LINO"

O filme ?Lino? é algo raro no cinema brasileiro: uma animação em 3D, visualmente caprichada e tecnicamente competente. O protagonista ? dublado por Selton Mello ? é um animador de festas infantis que odeia seu trabalho. Como nada dá muito certo para ele, acaba despejado de seu apartamento e uma série de acontecimentos transformam sua vida.

Procurando ajuda de um ?mago?, acaba preso à fantasia de gato, que usa no trabalho. Para piorar, um conhecido, na noite anterior, usou a roupa para efetuar diversos roubos. Agora, além de tentar reverter o feitiço, precisa provar à polícia que não é o ladrão.

O colorido vibrante ? além dos traços do próprio gato ? salta aos olhos no filme, que é bonito de se ver. Por isso, é uma pena que a trama se perca um pouco meio para o final, além das referências ao universo norte-americano ? como a palavra ?police?, na viatura ? que nunca fazem muito sentido.

(Por Alysson Oliveira e Neusa Barbosa, do Cineweb)

 

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo