Entretenimento

Polícia alemã recupera obras de arte roubadas avaliadas em 2,5 milhões de euros

05/09/2017 13h55

ALEMANHA-OBRASDEARTE-RECUPERADAS:Polícia alemã recupera obras de arte roubadas avaliadas em 2,5 milhões de euros

BERLIM (Reuters) - As autoridades alemãs recuperaram um conjunto de obras de arte roubadas do pintor neoexpressionista Georg Baselitz avaliadas em 2,5 milhões de euros depois que os ladrões tentaram vender alguma delas, informou a polícia nesta terça-feira.

Os procuradores resgataram 15 de um total de 19 pinturas e desenhos roubados entre junho de 2015 e março de 2016 por uma gangue cuja líder, de 39 anos, era uma mensageira especializada em transportar arte, disse a polícia.

Os outros dois suspeitos, um motorista de caminhão, de 51 anos, e seu filho, de 26 anos, foram acusados como cúmplices.

A polícia não quis dar detalhes sobre o conjunto de obras roubadas, o maior visto na Alemanha em anos, a pedido do proprietário, e tampouco deu informações sobre o proprietário ou sobre como as obras foram roubadas ao longo desse período.

A porta-voz dos procuradores de Munique que realizaram a operação de recuperação, Anne Leiding, disse que as peças estão sendo mantidas em um local seguro, mas não quis dizer onde.

O roubo só foi descoberto quando pai e filho tentaram vender algumas das obras abaixo do preço de mercado. Um corretor de seguros soube de uma destas ofertas e informou a polícia, que localizou o motorista na Espanha.

Os três suspeitos ainda não fizeram nenhuma declaração à polícia.

Estima-se que as quatro obras que ainda estão desaparecidas sejam avaliadas em cerca de 130 mil euros.

Nascido em 1938 e ainda ativo, Baselitz ganhou fama internacional liderando um renascimento da arte neoexpressionista, rejeitada pela ditadura nazista de Adolf Hitler.

(Por Thomas Escritt)

((Tradução Redação São Paulo 56447764))

REUTERS NS

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo