Entretenimento

Segurança reforçada e comoção marcam show em homenagem às vítimas de ataque em Manchester

05/06/2017 09h25

MUSICA-MANCHESTER-SHOW-BENEFICENTE:Segurança reforçada e comoção marcam show em homenagem às vítimas de ataque em Manchester

Por Mark Hanrahan

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - A cantora norte-americana Ariana Grande liderou um show beneficente repleto de celebridades no domingo, que foi ao mesmo tempo alegre e triste, para ajudar as vítimas do ataque que abalou a cidade inglesa no mês passado, tendo como pano de fundo os temores de segurança crescentes após agressores deixarem 7 mortos em Londres na véspera.

Cerca de 50 mil fãs lotaram o campo de golfe de Old Trafford sob os olhos atentos de centenas de policiais, inclusive um número significativo de agentes armados, o que seria incomum em circunstâncias normais.

O show teve apresentações de grandes astros do pop dos dois lados do Atlântico, como os ídolos locais Take That e Liam Gallagher, assim como Pharrell Williams, Katy Perry, Justin Bieber, Little Mix, Coldplay, Black Eyed Peas e Ariana.

O espetáculo foi uma mistura de alegria e de reflexão sombria --houve momentos em que os fãs foram vistos saltando de felicidade enquanto outros enxugavam as lágrimas segurando cartazes dizendo "Para nossos anjos". O evento começou com um momento de silêncio para as vítimas do ataque ocorrido menos de duas semanas atrás.

"Não quero sentir, nem ouvir, nem ver nenhum medo neste edifício", disse o cantor norte-americano Pharrell Williams à plateia, que animou durante uma versão de seu sucesso "Happy". "A única coisa que iremos sentir esta noite é amor, e positividade".

A também cantora Miley Cyrus se juntou a ele e disse: "Eu gostaria de abraçar cada um de vocês e agradecê-los... a responsabilidade mais importante que temos neste momento é cuidar uns dos outros".

Durante sua apresentação, a cantora Katy Perry disse ao público: "O amor domina o medo e o amor domina o ódio, e este amor que vocês escolheram irá lhes dar força e é nosso maior poder", antes de pedir aos fãs que abraçassem a pessoa ao seu lado.

A causa solene que motivou o show jamais esteve distante do espírito do público. Ariana disse que a escolha de suas músicas foi influenciada pela mãe de Olivia Campbell, menina de 15 anos que morreu na explosão.

Justin Bieber, dono do hit "Sorry", também prestou sua homenagem, dizendo: "Só quero aproveitar este momento para homenagear as pessoas que se foram. Amamos muito vocês. Às famílias, amamos muito vocês".

Até 14 mil das pessoas que estiveram no show de 22 de maio de Ariana, ao final do qual um homem-bomba matou 22 crianças e adultos, receberam ingressos gratuitos para o show de domingo.

Ariana encerrou a noite convidando todos os outros artistas a subirem ao palco para ajudá-la a cantar seu sucesso de 2014 "One Last Time" antes terminar com uma versão solo comovente de "Somewhere Over the Rainbow".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo