Entretenimento

Rússia planeja exumação para resolver mistério sobre filhos do último czar

26/10/2015 20h44

MOSCOU (Reuters) - Investigadores russos dizem que planejam exumar os restos do czar Alexander 3° a pedido da Igreja Ortodoxa, no último desdobramento de um esforço macabro para verificar a autenticidade dos restos do seu filho, o assassinado último czar, e os filhos dele.

A investigação tentará definir se os restos que se atribui a Alexei e Maria, dois dos cinco filhos do czar Nicholas 2°, são genuínos e podem ser sepultados em São Petersburgo. Eles foram descobertos em 2007, a alguma distância dos outros cinco integrantes da família imperial achados anteriormente.

A Igreja também busca mais provas de que os restos do próprio Nicholas, cuja dinastia da família governou a Rússia por 300 anos, são genuínos.

Todos os sete, incluindo a mulher de Nicholas, Alexandra, foram mortos pelos bolcheviques em 1918. Os corpos foram primeiro jogados numa mina e depois queimados com ácido e enterrados.

Investigadores russos que fizeram o teste de DNA se dizem satisfeitos de que os restos das duas crianças são genuínos. Mas a Igreja Ortodoxa, que tem se tornado poderosa sob o governo do presidente russo, Vladimir Putin, exige mais provas.

(Reportagem de Andrew Osborn)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo